Polícia investiga morte de inspetor da Civil em Rocha Miranda

Homem foi visto pela última vez por volta das 21h30 desta quinta-feira. Caso está sendo investigado pela Divisão de Homicídios (DH)

Por bianca.lobianco

Rio - A polícia está investigando a morte do inspetor da Polícia Civil Jorge Luiz Cavalcante Lage, de 55 anos, morto por bandidos,  na noite de quinta-feira, com um tiro na nuca. O corpo foi encontrado em um terreno próximo à linha do trem, em Rocha Miranda, na Zona Norte. O veículo que o homem dirigia foi achado há alguns metros da distância do corpo. A vítima trabalhava como inspetor na 40º DP (Honório Gurgel) há 26 anos. 

Polícia investiga morte de inspetor da Civil em Rocha MirandaAlessandro Lo-Bianco / Agência O Dia

Os bandidos levaram a arma e o celular do policial e deixaram somente a documentação. O caso está sendo investigado pela Divisão de Homicídios (DH) e de acordo com o delegado Clemente Braune, a polícia realizou a perícia no automóvel. "Estamos traçando os últimos passos da vítima. Já solicitamos imagens, e estamos colhendo depoimentos das últimas pessoas que tiveram contato com ele para que possamos definir uma linha de investigação", afirmou.

Segundo relatos, o policial foi visto pela última vez com o amigo Amaro Marcos, de 52 anos, em um bar da região, por volta das 21h30 desta quinta-feira. "Nós estávamos às 21h40 em um bar na Conselheiro Galvão, no bairro de Turiaçu. Ele me falou que ia embora e precisava chegar para jantar em casa até as 22h, no máximo. Fiquei sabendo da notícia hoje de manhã e realmente não conseguimos entender o que aconteceu pois ele era muito querido no bairro", contou o amigo. 

A cunhada do policial, Tânia Lage disse que a família está muito chocada e que todos os familiares estão acompanhando a perícia. "Há diversas câmeras espalhadas aqui nesta rua, inclusive uma câmera está acima onde o carro dele foi deixado, em frente à uma fábrica de gesso. Esperamos que as imagens possam apontar o assassino", disse.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia