Jovem estuprada após baile no Morro da Mineira presta novo depoimento

Vítima disse que várias pessoas viram o estupro no Catumbi, mas nada fizeram

Por cadu.bruno

Rio - A jovem de 18 anos estuprada por quatro homens após um baile funk no Morro da Mineira, no Estácio, na Zona Norte, presta novo depoimento na tarde desta segunda-feira, na 6ª DP (Cidade Nova). O caso ocorreu na madrugada deste domingo.

A comunidade conta com um Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) desde maio de 2011. A polícia estuda a possibilidade de levar a vítima até o Morro da Mineira, para que ela mostre aos agentes o trajeto feito quando estava com os bandidos.

Jovem estuprada no Morro da Mineira voltou à delegacia nesta segunda-feiraAgência O Dia

Ela contou que foi abordada quando estava com uma amiga, que conseguiu fugir. A vítima denunciou que foi violentada por quatro homens. Moradora do Morro da Coroa, no Catumbi, a jovem disse que conhecia um dos estupradores, morador da Mineira. Segundo ela, o rapaz tinha feito duas propostas de relacionamento, mas não foi correspondido. A vítima contou ter sido abordada por ele, por volta das 4h, quando saía do baile em que ele também estava.

Como tentou fugir, o rapaz teria chamado outros sete amigos que a agrediram. Um deles estaria armado. Da porta do baile, na quadra do Morro da Mineira, ela foi levada para a Avenida 31 de Março, no Catumbi, na localidade Chaminé. O crime durou cerca de duas horas e aconteceu próximo à Clínica da Família Sérgio Vieira de Mello, segundo ela.

'Me viram sendo estuprada, mas ninguém fez nada'

Às 7h, a jovem encontrou policiais da UPP do Morro São Carlos que a levaram à delegacia e a dois hospitais para tomar remédios. Na 6ª DP, viu fotos de bandidos, mas não reconheceu nenhum. A vítima também perdeu o celular.

“Muitas pessoas me viram sendo estuprada, mas ninguém fez nada. Queria que os criminosos fossem presos, mas acho que não vai acontecer nada com eles”, disse na delegacia. A estudante cursa o 1º ano do Ensino Médio. Parentes da vítima não aprovavam a amizade dela com a jovem de 16 anos que a acompanhou no baile e que mora no Morro dos Macacos.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia