Por tamyres.matos

Rio - A prefeitura espera que o Rock in Rio traga para economia da cidade mais de R$ 1 bilhão. Levantamento divulgado ontem pela Secretaria Municipal de Turismo aponta que o festival de música será 15% mais rentável em comparação com a última edição, realizada em 2011. Mais de 300 mil turistas são esperados nos sete dias do evento, que começa na próxima sexta-feira.

A rede hoteleira também tem motivos para comemorar. A pesquisa indica que a taxa de ocupação dos hotéis chegará a 95%. Com tantos índices positivos, o Rock in Rio já é considerado a ‘menina dos olhos’ da prefeitura.

Vista aérea da Cidade do Rock%3A edição do evento será 15% mais rentável do que a última%2C realizada em 2011Divulgação

“É um dos megaeventos que mais agregam valor à cidade, em diversos setores, além do turístico”, comemora o secretário da pasta, Antônio Pedro Figueira de Mello, que pretende incorporar o festival ao calendário turístico do Rio.

Para esta edição, 18 mil empregos diretos e indiretos serão gerados, 2.700 a mais em relação a 2011. A maior oferta ficará na Cidade do Rock, local do evento.

O estudo da secretaria demorou seis meses para ser concluído e levou em consideração a venda dos bilhetes, para identificar a origem do público, e uma pesquisa do Ibope realizada no último festival, sobre o consumo dos turistas.

Estimativa de público de 600 mil

Além dos 300 mil turistas, a Secretaria Municipal de Turismo calcula que 600 mil pessoas assistirão os shows. Deste total, 12% serão compostos de estrangeiros; 38%, de visitantes de outros estados; e o restante, do Rio de Janeiro.

Sem incluir a compra do ingresso e o transporte até a Cidade do Rock, o gasto dos turistas na cidade está sendo estimado em R$ 563 milhões. A expectativa é que, só no local do evento, a receita com produtos e alimentação ultrapasse a casa dos R$ 68 milhões.

Você pode gostar