Vídeo: Veja o momento exato da tragédia na Linha Amarela

Imagem mostra caminhão trafegando com a caçamba aberta e atingindo em cheio passarela que corta a via expressa

Por O Dia

Rio - Um vídeo captado pelo circuito de câmeras da Lamsa, que administra a Linha Amarela, mostra o caminhão trafegando na via expressa com a caçamba aberta e, posteriormente, a colisão contra a passarela. Com a queda da passarela, quatro pessoas morreram e seis ficaram feridas, uma delas em estado grave.

O vídeo foi divulgado pelo Centro de Operações Rio. Aos 24 segundos, é possível ver o momento que o caminhão, que trafegava no sentido Avenida Brasil pela faixa da direita, colide contra a passarela e a derruba. O veículo de grande porte passava pela via em horário proibido.

Imagem panorâmica de remoção da passarela da Linha AmarelaAyrton 360º

Nesta tarde, a concessionária afirmou que não é responsável pelo monitoramento dos caminhões na via em horário proibido. Segundo a Lamsa, o controle competência do Batalhão de Policiamento das Vias Especiais (BPVE).










Delegacia vai apurar causas de acidente na Linha Amarela

A 44ª DP (Inhaúma) instaurou inquérito para apurar as circunstâncias do acidente na Linha Amarela ocorrido na mahã desta terça-feira, que deixou quatro mortos e seis feridos. O delegado Fábio Asty esteve no Hospital Lourenço Jorge para ouvir o motorista do caminhão Luiz Fernando Costa, de 31 anos.

>>> GALERIA: Confira imagens da tragédia da queda da passarela da Linha Amarela

Testemunhas estão sendo chamadas para prestar depoimento e as câmeras de circuito de segurança da via expressa foram solicitadas. O delegado aguarda a liberação médica das vítimas sobreviventes para que sejam ouvidas. Peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) estão no local do acidente para realizar a perícia.

A mãe de Luiz Fernando, Dulce Costa, disse que seu filho sofreu uma compressão no tórax, mas já foi submetido a exames radiografia e tomografia e passa bem. "Estou apreensiva e apesar dos sentimentos de mãe, não me sinto confortável para absolver ele ou não. Não estava no local".

O motorista do caminhão que atingiu a passarela da Linha Amarela e a derrubou tem um casal de filhos pequenos e mora no Jacaré. Apesar de o veículo estar com o selo da prefeitura, a mãe disse que Luiz Fernando prestava serviço para uma empresa privada. "Agradeço a Deus por ele estar bem e rezo pelas famílias das vítimas", disse.

Helicóptero foi usado para remover vítimas para hospitais Alexandre Vieira / Agência O Dia

Passarela antes e depois do acidente

Vítimas identificadas

Duas vítimas fatais, que estavam na passarela, foram identificadas: Célia Maria, 64 anos, e o motociclista Adriano Pontes de Oliveira, de 26 anos, morreram ao caírem da passarela, de acordo com a Polícia Civil. Renato Pereira Soares, de 62 anos e Alexandre G. Almeida, não resistiram à queda e morreram.

Outras cinco pessoas também ficaram feridas, sendo uma em estado grave. O motorista do caminhão, Luiz Fernando da Costa, de 30 anos, foi socorrido no Hospital Lourenço Jorge e já foi submetido à radiografia e tomografia. Ele chegou à unidade reclamando de dores abdominais; Gláucia B. Andrade, de 56 anos, foi encaminhada para o Hospital Alberto Torres; Liliane Souza Rangel, 36, foi levada para o Hospital Souza Aguiar, ela fraturou três partes da bacia e vai passar por uma cirurgia. Jairo Venatti, de 44 anos, está no Hospital Geral de Bonsucesso, Luiz. Carlos Guimarães, de 70, está no Hospital Salgado Filho em estado grave. Ele sofreu traumatismo craniano com importante edema cerebral e fratura de arcos costais. Ele encontra-se em coma e respirando por aparelhos.

Caminhão bateu em passarela e derrubou estruturaAlexandre Vieira / Agência O Dia

Operação de desmonte da passarela e liberação total da Linha Amarela

Segundo o secretário municipal de Transportes, Carlos Roberto Osório, foi iniciada, no início desta tarde, a operação de desmonte da passarela, para liberação total do tráfego na via.

Um desvio chegou a ser montado pela Prefeitura, devido ao fechamento da via. Motoristas que seguiam em direção ao Centro ou à Ilha do Fundão tiveram que usar a Saída 6, em Pilares, para acessar a Avenida Dom Hélder Câmara e seguir pela Estrada Adhemar Bebiano para acessar novamente a Linha Amarela, no Acesso 6, em Maria da Graça.

Já quem seguia em direção à Barra da Tijuca teve que sair da Linha Amarela na Saída 5, em Del Castilho, e acessar a Avenida Pastor Martin Luther King Jr, seguir pelas ruas José dos Reis e do Lazer, para retornar à Linha Amarela, pelo Acesso 4, em Pilares.

A Linha Amarela foi totalmente liberada ao tráfego, por volta das 18h30, após remoção completa da passarela que ocupava a vida.

Após acidente na Linha Amarela, MetrôRio suspende venda de bilhetes de integração

Devido ao fechamento da Linha Amarela, O MetrôRio suspendeu a venda de bilhetes das linhas 611 e 614, que fazem a integração entre a estação Del Castilho, na Zona Norte, e os bairros de Jacarepaguá e Barra da Tijuca, na Zona Oeste.

A concessionária garante que as linhas estão circulando, mas a venda de bilhetes está temporariamente suspensa, devido a grande fila. Como a Linha Amarela está fechada, os ônibus estão seguindo o seguinte itinerário:

Jacarepaguá/Del Castilho: Curicica - Taquara - Cascadura - Dom Hélder - Del Castilho

Barra/Del Castilho: Alvorada - Grajaú Jacarepaguá - Teodoro da Silva - Túnel - Del Castilho

Passarela ficou atravessada na Linha Amarela e parou o trânsito na cidadeFabio Gonçalves / Agência O Dia

Serviços públicos em ação

Segundo o Centro de Operações Rio, um plano de contingência foi acionado por conta do acidente. As ações da operação especial começaram assim que os operadores identificaram a ocorrência.

A CET-Rio deslocou operadores e disponibilizou painéis com mensagens informando o fechamento parcial da via e as rotas alternativas. Operadores orientam os motoristas nas ruas próximas à Linha Amarela. Agentes da Guarda Municipal foram mobilizados para realizar a escolta de veículos envolvidos na operação de socorro às vítimas. Os hospitais municipais Souza Aguiar, Miguel Couto e Lourenço Jorge receberam reforço de efetivo para atender os feridos.

Para auxiliar no trabalho de retirada da passarela e a liberação do trecho da Linha Amarela foi acionado um super guindaste. A Prefeitura já solicitou à Rio Ônibus e a Fetranspor a implementação de itinerários alternativos das linhas que passam pela via. O Centro Integrado de Comando e Controle do Governo do Estado também foi acionado para dar apoio no trabalho de resgate e perícia do local.

Caminhão bateu em passarela e derrubou estruturaAlexandre Vieira / Agência O Dia

'A prioridade é atender vítimas e salvar vidas', diz Paes

Eduardo Paes disse que "a prioridade da Prefeitura é atender vítimas e salvar vidas". O acidente aconteceu por volta das 9h e a via foi interditada nos dois sentidos. A informações são da Lamsa, concessionária que administra a via expressa.

Interrogado sobre as causas do acidente, Paes disse: "Qualquer hipótese, nesse momento, é mera especulação, mas é possível, já que há muitas obras na cidade". A assessoria imprensa de Eduardo Paes informou que o veículo não presta serviço à Prefeitura. O veículo, placa LLN-2225, pertence à Arco Aliança, uma empresa autorizada pela Comlurb a fazer o serviço privado de recolhimento de entulhos.

Bombeiros foram acionados ao local e contaram com o auxílio de um helicóptero para socorrer as vítimas. Populares também ajudaram inicialmente no socorro. Pelo menos três carros foram atingidos pela estrutura metálica e vítimas estariam presas nas ferragens. Equipes da Lamsa também estão no local e a Defesa Civil foi acionada.

A concessionária informou que imagens que monitoram a via serão analisadas para verificar a dinâmica do acidente.

Últimas de Rio De Janeiro