Alzirão hasteia bandeira gigante e espera reunir 40 mil

Festa na rua tijucana é a mais tradicional

Por thiago.antunes

Rio - O famoso bandeirão do Alzirão foi hasteado na tarde desta quarta-feira, na Conde de Bonfim, na altura da Alzira Brandão, na Tijuca, dando o pontapé inicial na festa de rua que costuma a ser a mais animada em Copas do Mundo. O asfalto começará a ser pintado na semana que vem. Os organizadores prometem novidades, como um telão em tamanho recorde, de 24 metros quadrados, além de apresentações musicais nos dias dos jogos.

Após o término de cada partida da Seleção Brasileira, haverá uma apresentação da bateria da escola de samba Unidos da Tijuca, seguida pelo Grupo Bom Gosto, por Naldo, pela Turma do Pagode e pelo grupo Clareou — respectivamente do primeiro ao quarto jogo da primeira fase da competição. Um palco será montado, e 200 banheiros químicos estarão disponíveis para os torcedores.

A bandeira gigante foi colocada ontem na Rua Conde de BonfimAndré Luiz Mello / Agência O Dia

Pessoas que passavam pelo local revelaram a expectativa para a festa. “A bandeira é enorme, mal posso esperar para ver a rua pintada. Aqui é o lugar onde os tijucanos vão beber cerveja e gritar gol”, disse a corretora Marlene Mendes, de 44 anos.

Promovido desde 1978. o evento começou como uma simples reunião de amigos da Tijuca para ver os jogos e tocar samba. Agora, em sua décima edição, os organizadores esperam bater o recorde de público. “ Nossa expectativa é receber mais de 40 mil torcedores. Todos estão convidados para esta celebração que é um patrimônio da cidade”, afirmou Ricardo Ferreira, presidente da Associação Recreativa e Cultural Turma do Alzirão. Por decisão judicial, a festa começa duas horas antes das partidas e não pode passar das 22h.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia