Spray da Guarda

Presidente da Câmara Municipal, Jorge Felippe (PMDB) dá como certa a aprovação de projeto que permitirá o uso de armas não letais por integrantes da Guarda Municipal

Por thiago.antunes

Rio - Presidente da Câmara Municipal, Jorge Felippe (PMDB) dá como certa a aprovação de projeto que permitirá o uso de armas não letais por integrantes da Guarda Municipal. Segundo ele, a proposta será votada antes da Copa do Mundo.

Para ser aprovada, a emenda à Lei Orgânica municipal precisa dos votos de 34 dos 51 vereadores — o projeto recebeu 28 assinaturas. Felippe afirma que os guardas usarão apenas armas capazes de protegê-los, como sprays de pimenta e pistolas de choque.

Prefeito aprova

Felippe diz que Eduardo Paes é a favor de dar armas não letais à Guarda.

Torcida

O recesso dos vereadores foi antecipado, será de 12 de junho a 11 de julho, período da Copa.

As alas do PMDB

O PMDB-RJ foi dividido à reunião de lideranças do partido com o vice-presidente da República, Michel Temer. Leonardo Picciani defendeu o apoio a Aécio Neves (PSDB); ligado a Sérgio Cabral, Paulo Melo disse que está com Dilma Rousseff, mas alertou que pode pular a cerca se o PT continuar a “agredir” peemedebistas. Próximos de Eduardo Paes, Pedro Paulo e Rodrigo Bethlem ficaram calados.

Pros sem PSB

Subiu no telhado a aliança entre PSB e Pros no Rio: os socialistas não aceitam fazer chapa única para as eleições de deputado. Presidente regional do Pros, Hugo Leal decidiu partir para outras conversas. Admite até a retirada da candidatura de Miro Teixeira ao governo.

Balança, balança

A Assembleia Legislativa andou tremendo. O balancê foi provocado pelas obras de demolição da Perimetral. Para evitar novos sustos, o expediente por lá foi reduzido.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia