Dançarina morre após cirurgia plástica e troca de silicone na Barra

Segundo amigos, ela foi vítima de parada cardíaca no procedimento

Por daniela.lima

Zulmariana Chareet Oliveira%2C a Mary Morena%2Cmorreu após se submeter a uma cirurgia de troca de próteses de silicone e abdominReprodução Internet

Rio - A dançarina Zulmariana Chareet Oliveira, a Mary Morena, 27 anos, morreu na noite de sexta-feira após se submeter a uma cirurgia de troca de próteses de silicone e abdominoplastia (retirada do excesso de pele da parte inferior do abdômen). O procedimento foi realizado numa clínica na Barra. Segundo pessoas próximas à vítima, ela sofreu parada cardíaca durante o processo.

Ainda de acordo com pessoas que a conheciam, ela já havia colocado próteses de 350 mililitros de silicone. No entanto, esse primeiro procedimento não ficou bem feito — os seios teriam ficado de tamanhos diferentes. Ele economizou para fazer uma nova cirurgia. A dançarina teria passado a sentir dores no peito desde o primeiro implante.

Mary havia participado do grupo Absolutas do Funk. Nos últimos tempos, se apresentava com o grupo da cantora Thamy Bastos, conhecida como MC Thamy Delícia. Ontem, ela fez um desabafo na sua página do Facebook. “Meu Deus! Não consigo acreditar! Tô em estado de choque em saber o ocorrido com minha amiga. Que Deus conforte os corações dos familiares da nossa eterna Mary Morena. Mary Morena, que você esteja num lugar melhor. Sempre vou te amar minha morena. Eternamente vai pertencer à família Delicia. Estamos de luto”.

O caso foi registrado na 16ª DP (Barra). Parentes já foram ouvidos. Na próxima semana, vão depor dos médicos envolvidos na cirurgia. Ontem a clínica não abriu. A princípio, os exames pré-operatórios não haviam apontado problema. O enterro está marcado para as 11h30, hoje, no Cemitério de Ricardo de Albuquerque.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia