Niterói: Três homens são presos e mais três são procurados por torturar mulher

Mulher aparece em vídeo cercada pelo grupo com marcas de pancada pelo corpo e tem o cabelo raspado

Por tiago.frederico

Rio - A Polícia Civil prendeu três homens e procura outros três suspeitos de praticarem tortura contra uma mulher, no Morro do Estado, em Niterói. No vídeo, gravado há cerca de um mês, a mulher aparece cercada por um grupo de homens, tendo a cabeça e sobrancelhas raspadas, com marcas de socos no rosto e pancadas no corpo.

Ela também é obrigada a cantar uma música que exalta o chefe de tráfico Marcio da Conceição da Silva, conhecido como Munrá ou Twister, que está foragido, enquanto implora para que a tortura termine. A gravação dá a entender que a crueldade continua depois do fim do vídeo.

De acordo com o delegado titular da 76ª DP (Niterói), Gláucio Paz, os três acusados de praticar a crueldade foram presos no início deste mês, pelos crimes de tortura, tráfico e associação para o tráfico. Agora, segundo Paz, a delegacia realiza diligências para capturar os outros três criminosos que também teriam participação na barbárie.

O delegado não quis divulgar os nomes dos presos e dos procurados para não atrapalhar nas investigações mas informou que eles aparecem em um inquérito que apura o tráfico de drogas na região. Deste inquérito, já foram expedidos dez mandados de prisão.

O vídeo foi obtido no celular de Alex Sandro Guimarães, de 36 anos, preso no início deste mês, durante operação de policiais do 12º BPM (Niterói) no conjunto de favelas do Morro do Estado.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia