Multidão marcha para Jesus no Centro e pede paz

Evento reúne fiéis de diversas igrejas evangélicas, e políticos de várias matizes pegam ‘carona’

Por bianca.lobianco

Rio - Pelo menos 500 mil pessoas, de acordo com levantamento da PM, compareceram na tarde de ontem à 14ª edição da Marcha para Jesus Rio, no Centro. Com o lema “Eu sou de Jesus, Eu sou Campeão”, a multidão percorreu as avenidas Presidente Vargas e Rio Branco, embalada por oito trios elétricos, para depois encerrar a festa curtindo shows de artistas evangélicos em um grande palco montado na Cinelândia, em frente à Câmara dos Vereadores.

Desde as 15h, milhares de fiéis já cantavam e seguiam a marcha na concentração do evento, na altura do posto do Detran, na esquina das avenidas Presidente Vargas com a Passos. A maioria do público era formada por adolescentes, mas famílias inteiras puderam ser vistas em seu momento de fé.

Embalada por oito trios elétricos%2C a multidão se reuniu na Cinelândia para acompanhar shows de artistas gospel durante toda a tarde deste sábadoAlexandre Brum / Agência O Dia

Organizado pelo Conselho de Ministros Evangélicos do Estado do Rio de Janeiro, a Marcha para Jesus teve como principal mote reunir as famílias para transmitir uma mensagem de paz para o estado e o Brasil, principalmente diante da situação de violência que a cidade vive. Presidente da entidade e figura central do evento, o pastor Silas Malafaia descartou qualquer cunho político para o movimento.

“A Marcha para Jesus tem dois objetivos: ela é um elemento profético para abençoar o estado e o Brasil, e também representa a união das igrejas. Não é um movimento somente de uma igreja específica. Isso aqui é um movimento sem nenhum vínculo político. Estamos aqui apenas para reunir as famílias para celebrar a paz. A estrela do evento é Jesus”, esclarecia.

O religioso ainda minimizou o seu posto como líder da Marcha: “Eu sou o líder apenas porque presido o conselho, quando acabar minha era, outro vai chegar e continuar o trabalho.”

Mesmo rechaçada por Malafaia, a presença de políticos entre os convidados de honra foi registrada. Participaram do evento o deputado estadual e irmão do pastor, Samuel Malafaia (PSD), o deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ), a deputada federal e ex-governadora Benedita da Silva (PT-RJ) e o ex-secretário municipal e estadual, Índio da Costa, atualmente presidente regional do PSD.

Inspiração na Copa do Mundo

A Marcha para Jesus teve diversos shows de artistas evangélicos e pregação dos principais pastores das igrejas participantes. Gratuita, a 14ª edição teve ligação com a Copa do Mundo, que começa em 11 dias. As cores das camisas oficiais e de todo o material informativo eram verde e amarelo.

Espalhados pelos trios elétricos e no palco montado na Cinelândia, o público pôde conferir as apresentações de Aline Barros, André Valadão, Bruna Karla, Fernandinho, Fernanda Brum, Eyshila, Jozyanne, Nani Azevedo, Kleber Lucas e Thalles Roberto, além da <MC0>ex-funkeira Perla.

Entre os shows, os fiéis também ouviram, entusiasmados, os discurso dos líderes religiosos. Além de Silas Malafaia, as mensagens de fé foram passadas por Marcus Gregório, do Ministério Apascentar de Nova Iguaçu; Marco Antônio Peixoto, da Comunidade Evangélica Internacional da Zona Sul; e Abner Ferreira, da Assembleia de Deus de Madureira.

A Marcha para Jesus acontece desde 1998 no Rio e já faz parte do calendário oficial da cidade.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia