Por paulo.gomes

Rio - Policiais da Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI) estão realizando nesta quinta-feira buscas pela ativista Elisa de Quadros Pinto, a Sininho. Ela é considerada foragida após ter sua prisão preventiva decretada pelo juiz Flavio Itabaiana, da 27ª Vara Criminal da Capital.

Ativista Sininho, ao sair da prisão no Complexo de Gericinó, em Bangu; manifestante voltou a ter prisão preventiva decretada após descumprir medidas cautelaresSandro Vox / Agência O Dia

Além de Sininho, tiveram a prisão preventiva decretada, pelos mesmos motivos, os ativistas Igor Mendes da Silva e Karlayne Moraes da Silva Pinheiro (vulgo Moa). No dia 15 de outubro, os réus estiveram em um protesto na Cinelândia, em frente à Câmara de Vereadores, de acordo com investigações da Polícia Civil.

“O descumprimento de uma das medidas cautelares impostas aos réus em substituição à prisão demonstra que a aplicação das referidas medidas cautelares se mostra insuficiente e inadequada para garantia da ordem pública, tendo em vista que os acusados insistem em encontrar os mesmos estímulos para a prática de atos da mesma natureza daqueles que estão proibidos”, disse o magistrado em sua decisão.

Até o momento, três mandados de prisão já foram expedidos. Igor Mendes da Silva foi intimado e está preso no Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste. As demais rés já são consideradas foragidas.

Você pode gostar