Técnicos estão em Brasília discutindo redução de vazão do Paraíba do Sul

Por conta da crise hídrica, a vazão de água dos reservatórios da região para a capital e Região Metropolitana pode ser reduzido 140 metros cúbicos por segundo para 110

Por adriano.araujo , adriano.araujo

Rio - O governador Luiz Fernando Pezão revelou, na manhã desta quinta-feira, que técnicos estão em Brasília para discutir a possibilidade da redução de vazão dos reservatórios de Paraíba do Sul. Por conta da crise hídrica, a vazão de água dos reservatórios da região para a capital e Região Metropolitana pode ser reduzido 140 metros cúbicos por segundo para 110.

"Os nossos técnicos estão discutindo em Brasília hoje (sobre a redução da vazão para o Rio) e segunda-feira com a ministra Izabella (Teixeira, do Meio Ambiente) vem aqui com o presidente da Agência Nacional de Águas (ANA) para nós discutirmos. Nós temos um documento assinado por mim, pelo governador Geraldo Alckmin e o ex-governador de Minas, para que os estados de Minas e o Rio não sejam prejudicados nessa nova vazão", disse.

Entretanto, o estado, de acordo com Pezão, já está testando diversos modelos na represa Santa Cecília. "Estamos vendo onde a gente pode reduzir ao mínimo possível para mantermos o abastecimento da cidade do Rio e da Região Metropolitana".

Pezão disse que os níveis dos reservatórios subiram pouco por conta da chuva dos últimos dias, mas não foi o suficiente para retirá-los do volume morto. "Aumentou um pouco, mas a gente tem indicativos de que a chuva vai até maio. Eu acredito muito nessas previsões. Todos os reservatórios aumentaram de níveis, na represa de Funil, na represa de Ribeirão das Lajes."

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia