Policiamento é reforçado após ataque a PMs de UPP no Complexo do Lins

Cinco policiais de UPP Camarista Méier foram baleados durante patrulhamento no Morro do Gambá

Por adriano.araujo , adriano.araujo

Rio - O policiamento está reforçado no Complexo do Lins, na Zona Norte, após policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Camarista Méier serem atacados por criminosos, no início da madrugada desta quarta-feira no Morro do Gambá, que fica na região. Cinco PMs foram baleados, três seguem internados, um deles está em estado grave. 

Segundo informações da PM, a guarnição que estava baseada em um ponto da comunidade foi atacada a tiros por traficantes. Houve intenso tiroteio e policiais do 3º BPM (Méier) foram à comunidade em apoio aos colegas. Até as 10h30, ninguém havia sido preso.

Policiais da UPP Camarista Méier foram atacados no Complexo do LinsOsvaldo Praddo / Agência O Dia

De acordo com a Coordenadoria de Polícia Pacificadora, um dos feridos está em estado grave. Juntamente com outros dois, ele está internado no Hospital Naval Marcílio Dias, que fica na região do incidente. Outros dois PMs feridos por estilhaços foram transferidos para o Hospital Central da PM, no Estácio. Eles foram medicados na mesma unidade e passam bem.

A intensidade dos tiros assustou moradores e alertou motoristas. "Rapaziada, cuidado no Lins de Vasconcelos e na Grajaú-Jacarepaguá. Muito tiro. Evitar a região", escreveu um usuário, em mensagem ao WhatsApp do DIA (98762-8248) , à 0h51. "Os tiros foram no Morro do Gambá. Criminosos e policiais. Área da UPP Camarista Méier", informou outro pelo aplicativo. O caso foi registrado na 26ª DP (Todos Os Santos).

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia