Morre galinha resgatada de despacho

Agentes da Suipa socorreram a ave, que estava com as patas quebradas; animal não resistiu aos ferimentos

Por nicolas.satriano

Galinha foi levada para a SuipaDivulgação

Rio - Uma galinha saindo, rolando, de um despacho de macumba até o meio-fio da Avenida Brasil. Foi essa a imagem que surpreendeu agentes da Suipa que passavam pelo local na tarde da última quinta-feira. Após o resgate, a ave recebeu tratamento veterinário na sede da entidade. Porém, no dia seguinte não resistiu aos ferimentos. Ela será cremada.

A auxiliar de veterinária Daniele Mauricio, 29 anos, contou que a equipe estava se dirigindo a outro atendimento, quando flagrou a situação da galinha. “Ela rolou e foi parar na pista. Estava com as patas quebradas e com aparência de que sofreu maus-tratos. Deve ter ficado debaixo do sol o dia inteiro”, relatou.

Veterinária da Suipa, Renata Rocha, 32, afirmou que os cuidados médicos não foram suficientes para salvar a ave. “Tratamos com soro, anti-inflamatórios, anestésico. Porém ela estava em situação muito ruim. Esses animais de encruzilhada sofrem muita crueldade”, disse.

Segundo a presidente da Suipa, Izabel Cristina Nascimento, são comuns salvamentos deste tipo. “Recebemos muitas denúncias sobre esses animais de rituais, com galinhas, bodes. A gente respeita qualquer religião, mas acreditamos que nenhum orixá do bem vai gostar desse tipo de crueldade”, afirmou.

“Pedimos para as pessoas continuarem denunciando.”

O babalorixá Ivanir dos Santos afirma que o ritual deve ser respeitado. “Nem toda prática é aceitável, pode ser até um despacho que eu condeno. Aceitamos o princípio de que o animal não sinta dor. Mas a constituição garante a liberdade de culto, o estado não pode interferir nisso”, declarou o religioso.

Reportagem de Lucas Gayoso

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia