Desvio de esgoto não ficará pronto para evento-teste de iatismo

Projeto teve de ser refeito devido a obras do VLT, que atrasaram em pelo menos três meses construção de galeria

Por nicolas.satriano

Rio - Obras do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) atrasaram, por pelo menos três meses, a construção de uma galeria de cintura que desviará para o emissário submarino de Ipanema esgoto lançado na Marina da Glória.

O projeto executivo da galeria teve que ser refeito para que parte da tubulação não fosse afetada pelos trabalhos do VLT. O cinturão não ficará pronto para uma prova de iatismo — evento-teste da Olimpíada — marcada para agosto. A poluição na Marina é uma das principais reclamações dos velejadores.

Jeitinho carioca
Para viabilizar a prova de agosto, bactérias que consomem esgoto serão lançadas na área onde os barcos ficarão atracados.

Panelaço sem panelas
A Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB) e a União da Juventude Socialista (UJS) prometem dar o troco ao panelaço contra Dilma Rousseff e o PT. Promoverão um ‘barulhaço’ na terça, dia do programa do PSDB na TV. Dizem que usarão apitos, vuvuzelas e outros objetos para fazer barulho — menos panelas.

Pedido petista
Em almoço com Pezão, deputados do PT pediram obras em suas áreas de influência. Com a crise, projetos como o Bairro Novo foram praticamente paralisados.

Cartão vermelho
A direção nacional do Psol acatou pedido da executiva estadual do partido para expulsar o deputado Cabo Daciolo. A medida ocorrerá em breve.

Diagnóstico
Em palestra quarta à noite na PUC, o grande ator Milton Gonçalves reclamou da falta de presença de negros na política e em outras posições estratégicas. E fez todo mundo rir ao frisar que, entre os figurões presos na Lava Jato, “não tem nenhum negão”.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia