'Também quero minha medalha Tiradentes' vira sucesso de público na internet

Homenagem da Alerj ao filho de Sérgio Cabral, de 24 anos, gerou insatisfação e internautas criticaram ato no Facebook

Por paloma.savedra

Rio - Já é sucesso de público. Mas não se trata de show, tampouco de um evento gratuito. Com 18 mil participantes, a página do Facebook 'Também quero minha medalha Tiradentes' faz uma crítica rasgada à homenagem da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) ao secretário estadual de Esportes e Lazer, Marco Antônio Cabral, filho do ex-governador Sérgio Cabral, de apenas 24 anos, e com vida pública ainda imatura — ainda que fortemente atuante no PMDB. Mesmo que uma piada, o evento ilustra a insatisfação do povo fluminense que discursa sua ira fora do plenário da casa. Alguns chegam a chamá-lo de 'medalhista'. 

'Também quero minha medalha Tiradentes' mostra revolta do povo fluminense à homenagem da Alerj ao filho de Sérgio Cabral%2C Marco Antônio Cabral%2C de apenas 26 anosReprodução Facebook

 "A questão é: se ele merece ganhar esta medalha, eu também mereço. Aceite este convite e compartilhe se você também acha que merece", escreveu o criador da página. "Sou advogada. Tenho de enfrentar um judiciário lento e autoritário. Também quero minha medalha!", disparou uma seguidora.

Cabralzinho é presidente nacional da Juventude do PMDB desde 2013. Formou-se em Direito pela PUC e foi eleito deputado federal pelo Rio em 2014 com 119.584 votos. Logo depois, foi convocado pelo sucessor de Cabral, Luiz Fernando Pezão, para comandar a pasta de Esportes e Lazer do estado. E, numa velocidade pouco comum, foi homenageado pelo deputado estadual Thiago Pampolha (PTC), no último dia 12, pela "sua competência e trabalho em pouquíssimos meses na secretaria" — defendeu o parlamentar. 

"Sou universitária, minha universidade é privada, não sou bolsista, trabalho desde os 18 anos e arco com todas as minhas despesas desde então. Por mais utópico que pareça, eu acredito na melhoria da educação do nosso país e se eu puder contribuir para isso, farei o que estiver ao meu alcance. Ainda falta muito para receber minha medalha, mas, quero em nome destes profissionais manisfestar aqui o meu desabafo, e por toda a vergonha que tem acontecido nos últimos dias, eu grito: MEDALHA PARA TODOS OS PROFESSORES DO BRASIL!! (sic)", escreveu uma estudante. 

Procurado pela reportagem para comentar as críticas, o deputado Thiago Pampolha não foi localizado. O DIA tentou falar no gabinete do parlamentar e com a assessoria, porém, não teve resposta. 

Na ocasião, Pampolha defendeu a honraria ao novo 'medalhista': "Muitos falam que ele é jovem demais. Mas o Marco Antônio já mostrou toda a sua competência". 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia