Parentes questionam sumiço de pertences de DJ que morreu

Familiares ainda levantaram a hipótese da existência de uma quarta pessoa no local onde o artista teria se ferido em mesa

Por nicolas.satriano

Rio - Para parentes e amigos, muitos mistérios ainda cercam a morte de Valdemir dos Santos, o DJ Goleiro, de 37 anos, na noite de sexta-feira em um quarto do Radisson Hotel (antigo Sheraton), na Barra da Tijuca. Nesta segunda-feira, durante o enterro do DJ, no Cemitério do Caju, parentes questionaram o sumiço de pertences da vítima e ainda levantaram a hipótese da existência de uma quarta pessoa no local onde o artista teria se ferido depois da queda de uma mesa de vidro.

“São muitas perguntas sem resposta. A carteira com cartões de crédito e um relógio dele sumiram. Ninguém conhecia essas pessoas. Existe mais do que acidente nessa história”, indagou a irmã do DJ, a manicure Patrícia Lázaro.

Parentes e amigos se despediram do DJ em clima de comoção. Família quer vídeos da câmeras do hotelPaulo Araújo / Agência O Dia

Em depoimento, as duas pessoas que estavam com Valdemir no quarto, um homem e uma mulher, contaram que a mesa de vidro quebrou durante o jantar e caiu sobre o pé da vítima. Um micro-ondas estaria sobre o móvel, provocando o acidente. Uma equipe médica foi chamada, mas Goleiro já havia perdido muito sangue e morreu ainda no local. A mulher teria sofrido um corte na perna, mas passa bem.

“Conheço as outras duas pessoas que estavam lá e posso dizer que elas não tinham condições de arcar com as despesas do quarto (R$ 850 por dia). Seriam, no máximo, convidados. Por isso acreditamos na existência de mais alguém que tenha pago a conta”, revelou Marcelo Alexandrino da Silva, o DJ Tralha, amigo da vítima, que tocava em festas de famosos.

A assessoria do hotel informou, através de nota, que está colaborando com as autoridades. Já a 16ª DP (Barra da Tijuca), requisitou as imagens do circuito interno de câmeras do hotel e aguarda a finalização do laudo com a causa da morte. As testemunhas serão ouvidas novamente na semana que vem.</CW>

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia