Marido de mulher assassinada em São Gonçalo segue internado

Também atingido por disparos na segunda-feira, Roberto dos Santos Melandre, 56 anos, ainda não tem previsão de alta

Por tiago.frederico

Rio - Roberto dos Santos Melandre, 56 anos, permanece internado no Hospital Estadual Alberto Torres, no Colubandê, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio. Ele é marido de Eliana Guerreiro Mascarenhas, 60 anos, que foi assassinada a tiros de fuzil no bairro Amendoeira, na última segunda-feira, e também foi atingido pelos disparos. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde, ele, que chegou ao hospital em estado gravíssimo, apresenta quadro de saúde considerado estável e está respondendo bem ao tratamento, porém ainda não tem previsão de alta.

Eliana foi atingida por tiros de fuzil. Roberto permanece internado Reprodução

LEIA MAIS:

'Ela foi morta pelo sistema', diz filho de mulher assassinada em São Gonçalo

Polícia busca câmeras para identificar assassino de mulher em São Gonçalo

Mulher morre após carro ser atingido por quase 40 tiros em São Gonçalo

Cerca de 300 pessoas compareceram ao enterro de Eliana na tarde desta terça, no Cemitério Parque da Paz, no Pacheco. O filho dela, Marcelo Mascarenhas, fez um desabafo emocionado na ocasião. "Minha mãe não foi executada. Ela foi assassinada pelo sistema, pelo poder público, pela sociedade", disse, entre lágrimas.

O comandante do 7º BPM (São Gonçal), Almyr Cabral, também foi ao enterro. Pelo menos 39 tiros de armas de três calibres atingiram o veículo em que o casal estava, dez deles no parabrisa. Segundo Marcelo, a mãe trabalhava como representante comercial em uma empresa francesa e seu padastro (Roberto) estava aposentado como advogado há 15 anos.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia