Pezão lamenta mortes em acidente de ônibus na Costa Verde do Rio

Investigação preliminar da Policia Civil não identificou falha mecânica nos freios, mas detectou que o ônibus carregava o dobro da capacidade de passageiros, cerca de 80 pessoas

Por tiago.frederico

Rio - O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, lamentou nesta terça-feira a morte de 15 pessoas em um acidente de onibus em Paraty no domingo e disse que, se for necessário, pode ajudar no translado dos corpos para São Paulo. Muitas vítimas eram turistas do estado vizinho, que passavam o fim de semana prolongado de feriado na Costa Verde do Rio.

LEIA MAIS: Corpos de vítimas fatais de tragédia em Paraty já foram identificados

O acidente deixou também mais de 60 pessoas feridas. “Vamos ajudar no que precisar. O prefeito de Paraty ainda não nos acionou, mas já colocamos helicópteros nossos [à disposição]. Transferimos gente para o Hospital [Estadual] Alberto Torres, que é de excelência em trauma. O que precisar, vamos apoiar", declarou, após evento na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

Investigação preliminar da Policia Civil não identificou falha mecânica nos freios, mas detectou que o ônibus carregava o dobro da capacidade de passageiros, cerca de 80 pessoas. Pezão negou falhas na fiscalização pelo governo do estado, pois a linha operada pela empresa dona do ônibus, a Colitur, era municipal. "A gente tem feito diversas fiscalizações no interior, em toda região metropolitana para tentar melhorar os ônibus".

O governador também antecipou que organiza para até os primeiros meses de 2016 uma licitação de linhas intermunicipais que levará em conta, alem do preço, manutenção e condições de trabalho nos ônibus.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia