Cão é achado entre drogas apreendidas em comunidade do Complexo da Maré

Filhote foi abandonado por traficantes entre 120 quilos de maconha em casa abandonada na Baixa do Sapateiro

Por adriano.araujo , adriano.araujo

Filhote encontrado pelo BAC foi batizado como DuqueDivulgação

Rio - O destino uniu dois cachorros neste domingo de manhã, durante operação do Batalhão de Ações com Cães (BAC), na comunidade Baixo do Sapateiro, no Complexo da Maré, na Zona Norte. Equipes de policiais, que estavam com o cão Condor, encontraram um filhote debaixo de um colchão, de uma casa abandonada. No local, também foram localizados 120 quilos de maconha, munições e uma pistola 9 milímetros.

De acordo com policiais, o animal, que já foi adotado pelo subtenente Genes, do BAC, foi abandonado por criminosos sem água e comida. De raça indefinida, ele foi medicado e batizado de Duque. Segundo militares, ele não receberá treinamento para operações. Na unidade, os cães treinados são de raças como Doberman, Pastor Alemão, Labrador e Rottweiler.

Com as proximidades das Olimpíadas, o batalhão tem intensificado os treinamentos em sua sede em Olaria. Diariamente, seis cães são preparados para atuar na busca de explosivos durante o evento internacional. Entre os selecionados por critérios como raça e idade, três descendem do labrador Boss, famoso pela eficiência em atuar em incursões em comunidades do Rio.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia