Pezão sanciona biometria em ônibus

Identificação facial visa a coibir fraudes nos bilhetes eletrônicos

Por felipe.martins , felipe.martins

Rio - A lei estadual que prevê a implementação do controle por biometria facial nos ônibus intermunicipais para coibir usos indevidos dos bilhetes eletrônicos foi sancionada ontem pelo governador Luiz Fernando Pezão. O projeto foi aprovado em novembro pela Assembleia Legislativa (Alerj) e determina que todos os usuários do Bilhete Único e os detentores de gratuidade deverão se recadastrar nos próximos 180 dias, em cronograma que ainda deve ser divulgado.

A ideia é que a roleta não trave imediatamente caso as câmeras que serão instaladas no interior dos veículos não reconheçam o titular do cartão. O texto aprovado na Alerj prevê que, quando o sistema detectar a má utilização, o usuário será informado que deve comparecer a uma loja do Riocard.

A utilização ilegítima das gratuidades ou do Bilhete Único por terceiros implicará na suspensão do benefício social pelo prazo de 60 dias. Em caso de reincidência, o cartão será cancelado.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia