Delcídio diz que Dilma atacou esquemas de corrupção em Furnas

Na delação premiada, senador petista afirma que intervenção da presidente contrariou Eduardo Cunha

Por karilayn.areias

Rio - Apesar de acusar Dilma Rousseff de ter atuado para libertar presos na Lava Jato, o senador Delcídio do Amaral, em sua delação premiada, afirma que a presidente atacou a corrupção em Furnas.

Em seu relato, o senador petista diz que o início da rusga entre Dilma e o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), começou há cerca de quatro anos, quando ela teve que "fazer uma intervenção" em Furnas para "cessar" com esquemas de corrupção - Delcídio afirma que "a coisa havia passado da conta".

À época - afirma o delator -, Cunha ficou "contrariado" com a retirada de seus aliados da empresa.

No depoimento, o senador diz que atualmente praticamente toda diretoria de Furnas é de confiança de Dilma e que se trata de uma "diretoria absolutamente técnica". 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia