Temporal e deslizamentos preocupam moradores de Petrópolis

Principal via de entrada e saída da cidade permaneceu intransitável durante boa parte da tarde

Por Ney Freitas

A rua Coronel Veiga permaneceu alagada durante a tarde desta quinta-feira
A rua Coronel Veiga permaneceu alagada durante a tarde desta quinta-feira -
Petrópolis - A forte chuva que chegou no início da tarde desta quinta-feira, voltou a preocupar a cidade. Importantes vias de acesso ao Centro, como as ruas Coronel Veiga e Bingen ficaram alagadas devido ao transbordamento dos rios. Parte do comércio da rua do Imperador preferiu baixar as portas e instalar as barras especiais, utilizadas para impedir a entrada das águas nos estabelecimentos.
Foram três deslizamentos de terra até o momento. Um deles na Ladeira João Ventura, na Estrada da Saudade, Rua Cândido Borsato, em Cascatinha, e outro na Rua Doutor Hermogênio Silva, no Retiro. Vistorias preventivas foram solicitadas, uma em Itaipava e outra na Castelânea. Por conta do grande acumulado, houve alagamentos em diversos pontos na cidade, como em ruas do Centro, Quitandinha, Valparaíso, Mosela e Itamarati. Neste momento, a Defesa Civil está em estado de atenção, por causa da previsão de pancadas de chuvas para as próximas horas. Todo o contingente de 55 agentes permanece de prontidão para atender aos chamados dos moradores.
Em Itaipava muitas pistas ficaram impraticáveis devido aos bolsões d´água e motoristas precisaram buscar caminhos alternativos na saída do trabalho. Até às 16h30 somente 3 ocorrências foram atendidas pela Defesa Civil. Em Fragoso e no Boa Vista houve queda parcial de residências, mas ninguém ficou ferido. Em Pedro do Rio moradores se assustaram com o alagamento nas principais vias do local.
A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias acionou as duas sirenes da Rua 24 de Maio: Morro do Estado e Rua Nova. O ponto de apoio do bairro, na Escola Municipal Augusto Meschick, está aberto para receber os moradores. No local, o índice pluviométrico acumulado na última hora é de 87 mm. Equipes da Defesa Civil permanecem nas ruas.
A Defesa Civil comunica que vem mantendo o monitoramento da cidade e disponibiliza o telefone 199 para emergências.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários