Homem que estuprou sobrinho de apenas 4 anos é preso em Petrópolis

Crime ocorreu em outubro de 2009 e, desde então, o suspeito, de 33 anos, estava foragido da Justiça

Por Ney Freitas

A ação foi realizada em conjunto por policiais civis e militares de Petrópolis
A ação foi realizada em conjunto por policiais civis e militares de Petrópolis -
Petrópolis - Dez anos após manter relações sexuais forçadas com o sobrinho, na época com apenas 4 anos de idade, foi localizado e preso pela polícia o homem de 33 anos que, desde 2009, estava foragido da Justiça. A ação, realizada no último fim de semana, foi criteriosamente orquestrada pelas polícias Civil e Militar de Petrópolis e contou com boa parte das corporações. A prisão aconteceu em um dos esconderijos do suspeito, na Comunidade da Oficina, bairro Alto da Serra.
A série de abusos contra o menino teve início em 2009, no bairro Mosela, e teria se repetido por, aproximadamente, seis meses. Segundo relatos de amigos e parentes, na época, a mãe do menino se recuperava do parto do segundo filho na própria casa da família. Testemunhas afirmam que seu irmão já havia sido denunciado anteriormente por assediar sexualmente a filha de uma ex-namorada.
Na ocasião, ainda assustada, a criança relatou à mãe e parentes mais próximos os atos abusivos por parte do tio e, antes de procurar a polícia e o Conselho Tutelar, a mulher levou o filho ao médico. Exames comprovaram que os abusos haviam acontecido e que, por haver contraído doenças sexualmente transmissíveis, o menino precisaria de acompanhamento permanente.
Orientada pelos médicos que acompanharam o caso, a mãe esteve no Conselho Tutelar e registrou a ocorrência na 105ª DP, no bairro Retiro. Ao saber das acusações por parte de amigos o homem fugiu, sendo julgado e condenado à revelia. Desde então, seu paradeiro vinha sendo investigado pela polícia que, recentemente, identificou a sua localização.
Antes de se esconder no bairro Alto da Serra, ele passou por outras comunidades da cidade e também da Baixada Fluminense. Atualmente estava morando sozinho em uma pequena casa afastada do Centro da cidade. Ao ser surpreendido pela polícia durante a operação ainda tentou fugir, porém o imóvel já estava cercado. Condenado a uma pena de 24 anos de reclusão em regime fechado, ele será transferido para o sistema prisional do Rio de Janeiro.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários