Restos de obras, blocos de tijolos, telhas de cerâmica quebradas, peças de madeira e até mesmo vasos sanitários e caixas de descarga foram encontrados - Divulgação/Prefeitura de Petrópolis
Restos de obras, blocos de tijolos, telhas de cerâmica quebradas, peças de madeira e até mesmo vasos sanitários e caixas de descarga foram encontradosDivulgação/Prefeitura de Petrópolis
Por O Dia
Petrópolis - Um dos pontos principais da reforma do Terminal Centro, as intervenções no telhado, estão avançando mais rápido desde a transferência dos pontos de ônibus para as ruas Souza Franco e Dr. Porciúncula. É que, com menor circulação de pessoas pelo espaço, os funcionários envolvidos neste serviço estão conseguindo retirar um enorme volume de entulho que estava depositado sobre o telhado. Até agora, já foram removidas mais de 30 toneladas em cinco viagens de caminhão.

Quase todas as telhas antigas já foram removidas e cerca de 30% foram substituídas. Essa quantidade não é maior até o momento porque as equipes estão tendo bastante trabalho para fazer a limpeza do local. Restos de obras, blocos de tijolos, telhas de cerâmica quebradas, peças de madeira e até mesmo vasos sanitários e caixas de descarga foram encontrados.

Para fazer a remoção mais rápida desse entulho, a área de maior circulação de passageiros foi isolada e a empresa responsável pela obra instalou uma rampa para escoar os materiais direto para os caminhões de descarte. “O telhado é um dos pontos que os passageiros mais cobravam e esta parte está andando. A retirada dos ônibus foi necessária exatamente para o avanço dessas intervenções, que vão gerar um ambiente melhor, mais conforto para todas as pessoas que frequentam o Terminal Centro”, diz o prefeito Bernardo Rossi.

Além da substituição das telhas velhas, o telhado ainda vai passar por outras intervenções como impermeabilização das calhas, instalação de rufos e de cumeeiras para dar solução a infiltrações. A retirada dos ônibus também permitiu avançar em outro ponto da obra, a substituição do piso na área de maior movimentação. O material anterior, em granitina, foi removido e o contrapiso já está sendo feito.

Além disso, a pintura na parte interna também já teve início. Na área próxima do rio, 60% do forro já foi removido para a substituição. Já nas próximas semanas, será feita a colocação de nova pavimentação de asfalto. Também haverá revisão de toda parte elétrica.