Águas pluviais descendo da via de acesso a condomínio acaba parando no terreno de vizinhos em Santa MônicaReprodução vídeo/Raquel Pacheco

Petrópolis - Toda chuva forte - e ela tem sido constante nesse verão - é um transtorno para os moradores da rua Neuza Goulart Brizola, na altura do número 2000, em Itaipava. As águas pluviais que descem da parte de cima da rua, pela via de acesso do condomínio Monte Verde, invadem os terrenos de quem mora na parte de baixo do logradouro.
É o que acontece na propriedade da moradora Raquel Pacheco, que tem que conviver com as corredeiras de água que passam pelo seu jardim e invadem uma varanda na parte de trás de sua casa. "Toda chuva forte é isso! A água não tem a coleta pluvial adequada, desce pela rua do condomínio trazendo junto muita lama, que suja a rua e inclusive invade meu terreno e dos vizinhos", contou.
A reportagem de O Dia verificou no local que o grande problema é que a canaleta aberta na entrada da via de acesso ao condomínio não dá vazão à agua, e a boca de lobo que existe no local está completamente entupida. Resultado: água, lama, pedras e tocos de árvores acabam parando no meio da rua e nos terrenos que ficam no nível abaixo da rua.
A esperança dos moradores é que o Governo Municipal faça uma obra para ampliar a captação da boca de lobo e limpeza da rua, e que o condomínio Monte Verde também providencie a coleta adequada das águas pluviais que descem por sua rua de acesso.
A moradora Lizet Henriques de Almeida, contou que há anos tem tentado junto aos órgãos públicos a solução para o problema, mas até agora não houve jeito para a canalização das águas das chuvas que descem pelo acesso do empreendimento.