Nos primeiros dias de março foram identificadas altas nas taxas de contaminação e ocupação dos leitos de UTI, além do aumento no número de óbitos no Município
Nos primeiros dias de março foram identificadas altas nas taxas de contaminação e ocupação dos leitos de UTI, além do aumento no número de óbitos no MunicípioDivulgação
Por O Dia
Rio das Ostras - Medidas mais restritivas e cooperação da população é a aposta da Administração Municipal para superar a nova onda de contaminação. Depois da análise dos índices durante a reunião da Comissão Municipal de Enfrentamento da Covid-19 com o Ministério Público (MP), realizada via internet na última quarta-feira, 3 de março, a Prefeitura de Rio das Ostras reduz horário de funcionamento de comércio varejista e da rede de gastronomia, com objetivo de diminuir o trânsito de pessoas nas ruas.

Restaurantes, bares com serviço de gastronomia e lanchonetes passam a funcionar até 23h, assim como ambulantes, barracas, food trucks, trailers e similares. O comércio lojista, shoppings e ambulantes que trabalham com produtos diversos, passam a funcionar das 10h às 19h. Volta a ficar proibida a prática de atividade esportiva coletiva em qualquer lugar público, e também a colocação de mesas e cadeiras nas calçadas de bares, restaurantes e depósitos.
Diante da atual situação, foi uma vitória manter Rio das Ostras na Bandeira Laranja, enquanto quase todo País endurece as medidas de prevenção por causa das altas taxas de contaminação e óbitos. Mas já é observada elevação nos índices municipais nestes últimos dias, e por isso, a Administração pede a conscientização e cooperação dos munícipes para que se mantenham em casa, saindo somente se for necessário, e sempre evitar aglomerações, usar máscara e higienizar as mãos.

A reavaliação dos índices epidemiológicos e de saúde feitas nesta quarta, compreendia as duas últimas semanas do mês de fevereiro, quando o Município registrou discreta melhora, e por isso, Rio das Ostras manteve-se na Bandeira Laranja pelos próximos 15 dias.

SITUAÇÃO DE ALERTA – Já nos primeiros dias de março foram identificadas altas nas taxas de contaminação e ocupação dos leitos de UTI, além do aumento no número de óbitos no Município. É preciso desacelerar esse crescimento e isso só é possível com isolamento social. A Administração Municipal está ampliando a divulgação da campanha de conscientização e pedindo a colaboração da população.
Publicidade
FISCALIZAÇÃO – Também será intensificado o trabalho de fiscalização do cumprimento dos Decretos Municipais. A Coordenadoria Geral de Fiscalização e Postura (Comfis) da Secretaria de Fazenda, com apoio do Grupamento de Operações Especiais (GOE), da Secretaria de Segurança Pública e da Polícia Militar, estará nas ruas para coibir irregularidades e se a população quiser auxiliar fazendo denúncias, estão à disposição os telefones da Comfis – (22) 2760-6891 (das 9h às 17h) e da Guarda Civil Municipal (22) 2760-6236 ou 0800 022 6301 (24h).

VACINAÇÃO – Até esta quinta-feira, 4 de março, Rio das Ostras recebeu 8.750 doses de vacinas (CoronaVac e AstraZeneca) da Secretaria de Estado de Saúde. Dessas, mais de cinco mil doses já foram aplicadas desde 19 de janeiro, data de início da vacinação no Município. O processo de imunização está sendo feito de forma criteriosa para que não falte a segunda dose para os já vacinados.

E para ampliar o Plano Municipal de Imunização, a Administração fez a adesão ao Consórcio da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) que tem como objetivo dar mais segurança jurídica e poder de negociação aos municípios para comprar vacinas utilizando recursos próprios, doações de empresários ou aportes do Governo Federal.