Cedae assina termo para arcar com prejuízos de moradores de Nova Iguaçu

Tubulação se rompeu na noite de terça-feira e enxurrada invadiu e destruiu casas no bairro Prados Verdes

Por adriano.araujo , adriano.araujo

Rio - A Companhia Estadual e Águas e Esgoto (Cedae) assinaram, na noite desta quarta-feira, um termo de compromisso junto à Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro para arcar com os prejuízos causados as cerca de 50 famílias que tiveram suas casas e bens atingidos após o rompimento de uma tubulação da Cedae, no bairro Prados Verdes, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, na noite desta terça-feira.

De acordo com o termo, a companhia vai arcar com os gastos em medicamentos, moradia, alimentos, transporte, bem como aquisição de roupas e demais itens pessoais e de primeira necessidade. Também será oferecida às vítimas uma ajuda de custo emergencial que será paga em dinheiro a todas as famílias que se apresentaram. O valor, segundo a Defensoria Pública, é sigiloso e será depositado em até 30 dias.

Tubulação da Cedae estourou e atingiu casas em Nova Iguaçu na noite desta terça-feiraWhatsApp O DIA (98762-8248)

LEIA MAIS

Tubulação da Cedae estoura e atinge casas em Nova Iguaçu, na Baixada

Procon-RJ autua Cedae por estouro de tubulação em Nova Iguaçu

O acordo também prevê o restabelecimento das condições de habitabilidade e limpeza das casas danificadas, após a concordância dos moradores, no prazo máximo de cinco dias. Segundo a defensora pública Larissa Davidovich, titular do Núcleo de Primeiro Atendimento da comarca de Nova Iguaçu, é muito importante trazer agilidade à solução do problema.

"A nossa ideia é que essas pessoas tenham uma resposta mais rápida às suas necessidades, seja o pagamento de um aluguel, de um hotel ou até mesmo verba para se alimentar. Essa atuação extrajudicial só traz benefícios e garante agilidade, valendo lembrar que um processo judicial como esse poderia levar anos -, ressaltou a defensora, que esteve durante todo o dia no local do acidente conversando com os moradores", disse em nota.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia