'É uma dor dilacerante', diz tio de criança assassinada com tiro na cabeça

A família, que é evangélica, disse que está se apegando na fé em Deus para seguir em frente

Por bianca.lobianco

Rio - Henrique Cavalcante, de 35 anos, tio do pequeno Juan Rodrigues, que morreu com um tiro na cabeça na noite desta segunda-feira em São Gonçalo, falou sobre a perda do sobrinho de 1 ano e 2 meses. "É um sentimento de perda muito grande, uma dor dilacerante. Ao ver o berço do menino, todos já ficam muito tristes", comentou o operador de serviço industrial. 

Carro em que família estava e bebê foi atingido%2C após disparo atravessar o veículoEstefan Radovicz / Agência O Dia

Inconsolável, ele contou que a família, que é evangélica, está se apegando na fé em Deus para seguir a vida. Segundo Cavalcante, o pai Jardel Ataliba Benites estava manobrando o carro com a esposa  Cláudia Alexandra Rodrigues, a filha de 14 anos, o pequeno Juan e a avó da criança, quando ocorreu o disparo na Rua Dezoito do Forte, no bairro Mutuá, em São Gonçalo. 

A avó do menino, que o chamava de príncipe, está sem chão e a todo instante pergunta onde está a criança.

Por conta da violência em São Gonçalo e da tragédia na sua família, Jardel pensa em se mudar do local em breve, contou o tio de Juan. "Era um menino alegre, que sorria muuito, muito ativo. A violência em São Gonçalo resultou na morte de um parente. O Jardel está para se aposentar e já quer se mudar de São Gonçalo por conta de tanta violência", finalizou ele. 

Na rede social Facebook, o pai da criança postou uma imagem homenageando o pequeno Juan. 

Pai do pequeno Juan Benites prestou homenagem ao filho na webReprodução Internet

O corpo da criança vai ser velado no Cemitério Parque da Paz, em São Gonçalo, às 16h desta terça-feira. A tia da criança, Kelly, deu um depoimento emocionado e falou que só queria enterrar o seu sobrinho em paz. "A nossa família está arrasada, nem conseguimos falar sobre violência nesse momento, só queremos enterrá-lo em paz", disse ela. 








Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia