Irmão de Michael Jackson sobe Morro Santa Marta e emociona

Tito visitou comunidade em homenagem aos 20 anos da passagem do Rei do Pop e cantou para moradores

Por clarissa.sardenberg

Rio - Vinte anos após Michael Jackson subir o Santa Marta e gravar o clipe da música ‘They Don't care About Us’, seu irmão mais velho, Tito, 62 anos, subiu o morro de novo, ontem. Desta vez cantando a música ‘Get It Baby’, que será lançada no mês que vem e lançou o projeto de hortas comunitárias da Global Transformation Project.

“Estou muito feliz de estar aqui, onde meu irmão esteve”, disse Tito, emocionado. “Eu sinto muito amor em estar aqui, andando por onde ele andou”, afirmou o cantor. A viagem, além de ser um tributo a Michael, faz parte das ações da Global Transformation Project, iniciativa da ONG Winning By Giving, desenvolvida pela plataforma MyGoodPlanet.

Tito cantou em frente a mural em homenagem ao irmão — feito por Romero Britto — e levou moradores do Santa Marta ao delírio com seus hitsAlexandro Auler / Agência O DIA

A horta que foi iniciada ontem no Santa Marta é primeira de uma série que será implementada em comunidades carentes do Rio de Janeiro e Bahia. “É gratificante ter a oportunidade de ajudar as crianças brasileiras a terem um futuro saudável com água limpa”, disse Tito. Ele é embaixador da iniciativa e gravou a música tema na Winning By Giving. O cantor, falou ainda sobre sua relação com os sobrinhos. “Tenho uma relação muito próxima com meus sobrinhos”, afirmou.

No Rio, Tito foi recebido pela cantora Mart’nália, que não escondeu a empolgação ao lado do cantor. “Melhor não poderia ser, estou espantada”, afirmou ela, antes de tirar Tito para alguns passinhos de samba. “Muito bom”, resumiu Mart’nália, após a dança. No dia 18, Tito segue para o Campo Bahia, no estado homônimo, onde será recepcionado pelo cantor Edu Casanova.

Em duas décadas, o Santa Marta mudou muito: barracos de madeira e sem embolço deram lugar a casas de alvenaria coloridas, que chamam a atenção de quem visita o morro — que é uma das comunidades que mais recebem turistas. Para o presidente da Associação de Moradores do Santa Marta, José Mário Hilário, as mudanças na favela, devem muito a Michael e sua visita. “Michael veio e trouxe um vínculo, abriu portas”, conta ele, que sonha que a visita de Tito, abra novas portas para os moradores do morro. “Quem sabe não traga mais coisas? Senti uma alegria enorme em saber que a família não nos esqueceu!”

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia