Alunos da rede estadual ocupam prédio da Secretaria de Educação

Eles reclamam que Wagner Victer não negociou demandas específicas de cada colégio e anunciou o fim da Saerj

Por gabriela.mattos

Rio - Cerca de cem estudantes da rede estadual estão ocupando, desde a manhã desta sexta-feira, o prédio da Secretaria de Estado de Educação (Seeduc), no Santo Cristo, na Zona Portuária. Os alunos reclamam que o novo secretário, Wagner Victer, não negociou as demandas específicas de cada escola e que voltou em alguns pontos que foram negociados com Antonio Neto, o ex-secretário. Durante a iniciativa, os jovens disseram que os funcionários da Seeduc e a polícia bloqueou a saída e entrada deles do prédio. 

Além disso, eles reclamam ainda que Victer anunciou o fim do Sistema de Avaliação de Ensino do Rio de Janeiro (Saerj). Na antiga gestão, Antonio Neto tinha informado que a prova seria transformada num simulado praparatório para o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem).

Por volta de 17h30, Victer recebeu um grupo de alunos no auditório da Seeduc. Ele afirmou que terão quatro reuniões abertas nos próximos dias com o Ministério Público e a Defensoria Pública. A assessoria de imprensa da Secretaria de Educação ainda não de um posicionamento sobre o caso. Em nota divulgada no site, o Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe) disse que está acompanhando a situação e "exige que não haja violência contra os estudantes que lutam pelo direito de uma educação de qualidade".

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia