Dois motoristas de Uber são mortos a tiros em intervalo de poucas horas no Rio

Casos aconteceram em Niterói e em Campinho, na Zona Oeste do Rio. Delegacias de Homicídios das regiões investigam os crimes

Por adriano.araujo , adriano.araujo

Rio - A Polícia Civil investiga duas mortes a tiros de motoristas de Uber, em um intervalo de poucas horas, em Niterói e no Rio. Os casos aconteceram na noite de sábado e na madrugada de domingo. 

Iuri Martins Pereira Alcântara, de 24 anos, foi morto no Centro de Niterói na noite do sábado e o principal suspeito da morte é Mayk Frem dos Santos, de 38 anos, que foi identificado como motorista de van. A motivação para Mayk matar Iuri seria uma vaga, que o condutor do Uber ocupou.  Uma foto do suspeito foi divulgada pela Delegacia de Homicídios Niterói / São Gonçalo (DHNSG) nesta segunda-feira. Sua prisão foi autorizada pela Justiça e ele é considerado foragido.

Motoristas do Uber, Marcos Vinícius de Oliveira Leite, de 42 anos, e Iuri Martins Pereira Alcântara, de 24 anos, foram mortosReprodução Facebook

Já o também motorista de Uber Marcos Vinícius de Oliveira Leite, de 42 anos, foi encontrado morto a tiro em seu carro na Rua Cândido Benício, no Campinho, na madrugada de domingo. 

A família procurava Marcos e chegou a compartilhar uma foto nas redes sociais para buscar por notícias dele após a sua demora para chegar em casa.  De acordo com a Delegacia de Homicídios da Capital (DH-Capital), uma perícia minuciosa foi realizada no local e um amplo trabalho de investigação foi iniciado para apurar as circunstâncias e a autoria do crime.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia