Mais Lidas

Informe do DIA: PT quer apoio de Paes e Picciani a Lula em 2018

Presidente estadual do partido, Washington Quaquá tem conversado com os peemedebistas

Por thiago.antunes

Rio - Presidente do PT-RJ, Washington Quaquá tem conversado com o ex-prefeito Eduardo Paes (PMDB) e com o presidente da Assembleia Legislativa, Jorge Picciani (PMDB), em busca de apoio a Lula na eleição presidencial do ano que vem.

Segundo Quaquá, o enfraquecimento do governo Pezão não interessa ao PT. “Temer quer tirar o Pezão e botar algum anti-Lula no Rio, como por exemplo o Luiz Paulo (PSDB). Não vamos apoiar isso. O Pezão não é anti-Lula.”

Alguns aliados de Pezão concordam com o petista. “Temer permitiu a penhora de recursos do estado e a retirada das tropas do Exército. Esses fatos corroboram a tese”, diz uma fonte do Palácio Guanabara. Vale lembrar que Pezão e o presidente Temer são do mesmo partido, o PMDB.

Salada mista

O curioso é que Picciani foi justamente um dos articuladores do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff no ano passado. E Leonardo (PMDB), filho de Picciani que votou contra o afastamento da petista, é hoje ministro dos Esportes de Temer.

Eleições

O acordo pode envolver o apoio do PT a Eduardo Paes ao governo do estado em 2018. Tudo depende do partido pelo qual o ex-prefeito disputará a eleição ao Palácio Guanabara.

Opções

O peemedebista tem recebido convites para migrar tanto para partidos mais à esquerda, como o PDT, quanto mais à direita, como o DEM. Paes também tem conversado com Aécio Neves, presidente nacional do PSDB. Permanecer no PMDB, dizem amigos do ex-prefeito, é o menos provável. Outro fator determinante é saber até que ponto a Lava Jato poderá comprometer Paes.

Divergência

Já um importante nome do PMDB-RJ discorda da versão de Quaquá. “O Temer já tem muitos problemas para resolver. Não vai gastar energia para alterar, hoje, o cenário político do Rio.”

Nas ondas do rádio

Com pretensão de disputar o governo ou o Senado ano que vem, o ex-governador Anthony Garotinho (PR) estreia programa na Rádio Tupi, dia 13. Promete não falar de política. Será que consegue?

O laudo do samba

O vereador Jorge Manaia (SD) quer que escolas de samba tenham seus carros alegóricos vistoriados antes de entrar na Sapucaí. Pelo projeto de lei que enviou ontem à Câmara Municipal, as agremiações teriam que contratar empresas ou profissionais habilitados no Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea). E só poderiam desfilar após a emissão de laudo técnico.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia