Mais Lidas

Motoristas de ônibus da São Silvestre fazem paralisação na garagem

Empresa culpa a Rio Ônibus e a Prefeitura do Rio a dificuldade para realizar o pagamento dos funcionários

Por bianca.lobianco

Rio - Motoristas de ônibus da empresa Viação São Silvestre fazem paralisação na garagem, em Santo Cristo, Região Central do Rio, desde às 4h desta segunda-feira. A greve foi aderida por 100% dos funcionários.

Os motoristas querem melhores condições de trabalho, assim como seus direitos regularizados. Segundo eles, duas folhas de pagamento estão atrasadas, além do pagamento de vale alimentação que também estão atrasados há três meses. A paralisação foi aderida por 100% dos funcionários. 

Funcionários da Viação São Silvestre fazem paralisação na garagem%2C em Santo Cristo%2C Região Central do RioReprodução TV

Segundo um funcionário que não quis se identificar, o pagamento está sendo feito por ordem alfabética, o que dificulta ainda mais o recebimento.

"A empresa sempre foi boa, sou motorista há 12 anos, tem gente aqui pagando aluguel sem ter nada para colocar dentro de casa. De seis meses para cá tudo começou a piorar. Eu tenho três filhos e não tenho o que explicar para eles, é muita tristeza", disse o motorista emocionado. 

Durante reunião entre os representantes e a empresa, ficou acertado que o ticket de janeiro será pago na quarta-feira e o de fevereiro no próximo dia 20. Já o pagamento de salário ainda não há previsão. 

A viação São Silvestre culpa a Rio Ônibus e a Prefeitura do Rio pelo défict. Segundo a empresa, o racionamento de ônibus dificultou ainda mais o pagamento dos funcionários. A empresa é responsável por 20 linhas que circulam pela Zona Sul, Centro e alguns pontos da Zona Norte. 

O Consórcio Intersul já está providenciando a cobertura das linhas operadas pela Transportes São Silvestre, diz nota. 

Um nota emitida por volta de 13h pela Viação São Silvestre diz que a empresa "nega veementemente ter atribuído ao Rio Ônibus a responsabilidade por seus problemas financeiros. Após negociação com representantes dos funcionários, os ônibus da empresa voltaram a circular gradativamente ao longo da manhã desta segunda-feira".

A operação foi normalizada no início da tarde.

Reportagem do estagiário Rafael Nascimento


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia