Mais Lidas

Nossa Senhora de Fátima: 100 anos

No centenário da aparição da santa em Portugal, a única réplica idêntica do satuário português, erguida no Recreio, prepara evento para atrair 100 mil pessoas em maio. Papa já reconheceu milagre com criança brasileira

Por thiago.antunes

Rio - Única cidade do mundo a ostentar uma réplica in totum (idêntica) da Capela das Aparições de Nossa Senhora de Fátima, no Recreio dos Bandeirantes, o Rio de Janeiro se prepara para receber mais de 100 mil fiéis do mundo inteiro, em comemoração ao ano do centenário da santa.

Romaria de Nossa Senhora de FátimaDivulgação

Segundo Berthaldo Soares, de 49 anos, fundador da Associação Arquidiocesana Tarde Com Maria, instituição sem fins lucrativos, que idealizou e administra o espaço com as dimensões do santuário oficial, em Portugal, haverá extensa programação de 12 a 14 de maio. A fé de romeiros está por trás de relatos diários de milagres no local.

Milhões de pessoas no mundo celebram a aparição de Nossa Senhora de Fátima aos três pastorinhos em PortugalDivulgação

“É um lugar sagrado. Faremos uma festa inesquecível”, prevê Berthaldo. Ele ressalta que as inscrições para voluntários atuarem no acolhimento aos peregrinos, em diversas funções, estão abertas no site www.tardecommaria.com.br, que também tem a programação completa da festa.

As famosas aparições começaram em 13 de maio de 1917, um ano depois que os pequenos contaram terem tido visões de um anjo, que ficou conhecido como Anjo de Portugal. A história que os devotos veneram dá conta que os irmãos Jacinta e Francisco — que morreram na infância —, e a prima Lúcia dos Santos, que viveu até a idade adulta, pastoreavam ovelhas na Cova da Iria, em Fátima, a 100 quilômetros de Lisboa, quando teriam testemunhado a aparição de Nossa Senhora, que se repetiu outra vezes até outubro daquele ano.

A Virgem teria lhes revelado profecias e confidenciado três mensagens, conhecidas como ‘os três segredos de Fátima’.

Nossa Senhora de Fátima%2C uma das imagens mais veneradas no Rio de Janeiro e no mundoSeverino Silva / Agência O Dia

“O Rio virou uma extensão de Fátima. Recebemos romeiros 24 horas por dia”, orgulha-se Berthaldo. O culto a Nossa Senhora de Fátima na capital do Estado do Rio começou a se fortalecer em 1929, quando dois portugueses, industriários, trouxeram uma imagem de Portugal. Foi a primeira vez que a santa foi exposta ao culto em outro país.

Nas redes sociais, em páginas criadas em louvor à santa, há milhares de relatos e agradecimentos por milagres. “Minha gratidão por conceder o milagre da cura dos joelhos de Paulo (um parente)”, postou uma internauta devota, recentemente, no perfil ‘Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós’, no Facebook. 

Pastorinhos teriam curado criança no Brasil

As comemorações pelo centenário das aparições tendem a ser mais fervorosas este ano. Mês passado, o Papa Francisco reconheceu o milagre da cura de uma criança brasileira, atribuída aos irmãos Francisco e Jacinta Marto, que morreram com 10 e 9 anos.

O processo canônico exige sigilo da identidade da criança, que seria menina.
Lúcia, que virou irmã de caridade, morreu aos 97 anos. Beatificados por João Paulo II há 17 anos, o reconhecimento era o que faltava para a canonização.

Quanto aos segredos, o primeiro era uma visão do inferno, das guerras na Europa. O segundo falava de conversão das pessoas ao cristianismo. O terceiro, revelado em 2000, se referia ao atentado sofrido por João Paulo II em 1981, na Praça de São Pedro, no 64° aniversário da primeira aparição de Fátima. E à luta entre o comunismo ateu e a Igreja no século XX.

A virgem de Fátima apareceu%2C há 100 anos%2C para os irmãos Jacinta e Francisco e a prima LúciaDivulgação


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia