Mais Lidas

Manifestantes tentam fechar a Avenida Brasil

Ato acontece após morte de jovem durante intenso tiroteio na Favela Furquim Mendes, na noite desta segunda-feira

Por thiago.antunes

Rio - Policiais do 16º BPM (Olaria) impediram manifestantes de fechar a Avenida Brasil, sentido Zona Oeste, altura de Jardim América, Zona Norte do Rio, na noite desta terça-feira. A manifestação acontece um dia depois da morte da jovem Rebeca Melo, 15 anos, atingida por uma bala perdida durante confronto entre PMs e suspeitos de tráfico na Favela Furquim Mendes.

Manifestantes protestam um dia depois da morte da jovem Rebeca MeloDivulgação

Os manifestantes chegaram a parar dois ônibus e retiraram a chave dos coletivos, mas foram dispersados por militares do Batalhão de Policiamento em Vias Especiais (BPVE). Os veículos já foram retirados do trecho e não há retenção no local. De acordo com os policiais, a situação é normal na região.

Nas redes sociais, no entanto, moradores relataram que os traficantes teriam imposto um toque de recolher na favela. Também há relatos de vias bloquedas por incêndios em objetos. Até a publicação desta reportagem, a polícia ainda não confirmou as informações.

Morta durante operação

Segundo a Polícia Militar, os policiais faziam uma operação nas comunidades do Dique e Furquim Mendes, quando foram atacados pelos criminosos na localidade conhecida como 'Iraque'. Houve troca de tiros e, ainda conforme a corporação, um blindado que apoiava a ação também foi alvo dos bandidos.

No tiroteio, Rebeca foi atingida e levada para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, mas não resistiu aos ferimentos. A Delegacia de Homicídios (DH) investiga o caso. Ainda não se sabe se o disparo que matou a vítima foi feito por policiais ou suspeitos.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia