Mais Lidas

Duas pessoas morrem em assaltos a ônibus na Baixada Fluminense

Passageiro morreu vítima de bala perdida e, em outro caso, assaltante trocou tiros com PM e não resistiu. Outras quatro pessoas ficaram feridas

Por cadu.bruno

Rio - Duas pessoas morreram — uma delas passageira atingida por bala perdida — e quatro ficaram feridas — uma é motorista do ônibus e outro passageiro, ambos também atingidos por balas perdidas — em dois assaltos a dois coletivos nesta quinta-feira em Duque de Caxias e São João de Meriti, ambas as cidades na Baixada Fluminense. Os outros feridos e um morto são bandidos. Dois assaltantes foram presos e um revólver calibre 38 foi apreendido.

O passageiro, identificado como Alfredo Nunes, 76 anos, chegou a ser socorrido para o Hospital da Posse, em Nova Iguaçu, mas já chegou morto na unidade. De acordo com o filho da vítima, que preferiu não se identificar, Alfredo era gerente de um restaurante há mais de 10 anos e foi ferido quando voltava do trabalho.

Alfredo foi atingido por uma bala perdida no pescoço durante tiroteio entre três criminosos e o subtenente PM Geraldo de Oliveira que estava no ônibus e reagiu ao ataque dos criminosos. A ação aconteceu às 17h quando o veículo trafegava pela Rodovia Presidente Dutra, em frente a Casa do Alemão, São João de Meriti. Elias Leandro de Lima, que seria bandido, foi baleado.

Os outros dois suspeitos, um identificado como Yuri Dias e um menor, estão presos. De acordo com o delegado William Batista, Yuri foi trabalhar em uma lanchonete em São João de Meriti logo após o roubo. Ele foi capturado dentro do estabelecimento.

O outro assalto aconteceu às 21h10 no ônibus da Viação União onde estava o cabo PM Antônio Queiroga de Aguiar Junior, lotado na Secretaria de Segurança (Seseg). Ele reagiu ao ataque de quatro criminosos que tentaram assaltar os passageiros. No tiroteio, um bandido morreu, outro foi baleado e o motorista do coletivo, Glauco Luiz Moreira, e um passageiro foram atingidos por balas perdidas.

O motorista teve fratura exposta no braço e o passageiro levou um tiro de raspão e passa bem. Dois criminosos tentaram fugir, mas foram presos poucos metros à frente.

De acordo com o motorista, o bandido atioru nele pois ele não conseguiu abrir a porta para o criminoso sair. Glauco também relatou que já foi assaltado diversas vezes e já tinha pedido para mudar de linha. 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia