Mais Lidas

PM estoura bingo clandestino que funcionava em igreja na Tijuca

Oito pessoas foram presas. Na ação, policiais apreenderam 50 máquinas caça-níqueis

Por gabriela.mattos

Rio - Policiais do 6º BPM (Tijuca) estouraram um bingo clandestino, nesta terça-feira, que funcionava em uma Igreja Metodista, na Rua Dr. Otávio Kelly, na Tijuca, Zona Norte do Rio. Na ação, oito pessoas foram presas.

Segundo o batalhão, os PMs conseguiram apreender ainda 50 máquinas caça-níqueis, um notebook, um monitor e um DVR (sistema de gravação de vídeo que impulsiona vendas de TV por cabo ou por satélite digital). A ocorrência foi registrada na 19ª DP (Tijuca).

Polícia estourou bingo clandestino na TijucaDivulgação

Na entrada da igreja tem várias câmeras de segurança para vigiar os clientes. De acordo com vizinhos, um vigilante ficava durante o dia na porta da instituição. O local fica em frente a vários prédios e a rua é muito movimentada. A Polícia Civil interditou o local nesta quarta-feira.

"É um absurdo. Há uma semana eu passei aqui e observei os tapumes que colocaram. Cheguei a comentar com o meu genro que a igreja poderia entrar em obra. Eles sempre faziam cultos, cantavam e até faziam brechó. Quem frequentava aqui era pessoas com carros caros e bem vestidas. Como pode? Uma igreja sendo usada para o crime. Atualmente, a gente não estava ouvindo as músicas. Isso é um horror. Ninguém imaginava isso", afirmou Mariusa Lima, 65, aposentada que mora em frente a igreja há 12 anos.

PM estoura bingo clandestino que funcionava em igreja na TijucaRafael Nascimento / Agência O Dia

O aposentado Maurício Santos, de 83 anos, também se surpreendeu com o caso. "Nunca vi movimentação estanha aqui. Você não suspeita que uma igreja seria usada para um bingo clandestino. Estou surpreso", afirmou.

Segundo a dona de casa Sumara Bento, de 43 anos, que frequenta a Igreja Metodista há mais de 5 anos, a instituição saiu do imóvel da Rua doutor Otávio Kelly em junho e se mudou para o Largo da Segunda-Feira.

"Saímos daqui há cinco meses. Na ocasião, o dono dessa casa pediu ao nosso pastor que deixasse as placas para que o local não parecesse abandonado. Sabemos que esse lugar já está alugado há mais de dois meses para outra pessoa. A igreja não tem nada a ver com isso. Acreditamos que esses criminosos serão penalizados. O bispo já está entrando com providências para resolver esse problema. Lamentamos que o nome da igreja esteja envoldido nisso", completou.

Em nota, a Igreja Metodista afirmou que só funcionou no local até junho deste ano. "O imóvel da foto que ilustra a matéria foi utilizado, sob locação, pela Igreja Metodista até o mês de junho deste ano, ocasião em que aquela igreja que ali se reunia mudou de endereço. Atualmente os cultos da igreja mudaram para a Rua Engenheiro Adel, n° 25 – Tijuca, onde temos uma igreja constituída há mais de 52 anos".

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia