Mais Lidas

Gangue de Cabral pagaria por sexo na cadeia

Como o colunista Paulo Cappelli revelou no Informe do DIA de hoje, Cadeia de Benfica tinha suítes para encontros amorosos

Por O Dia

Benfica: área especial para encontros
Benfica: área especial para encontros -

Rio - O Ministério Público do Estado do Rio investiga se presos ligados ao ex-governador Sérgio Cabral pagavam por sexo na Cadeia Pública de Benfica. A informação que celas da prisão viraram suítes para encontros amorosos foi publicada com exclusividade nesta quarta-feira pelo colunista Paulo Cappelli, do Informe do DIA.

O jornal SBT Rio publicou um vídeo mostrando outros detalhes da operação do MP em Benfica. Em uma fiscalização no fim do ano passado, quando Cabral ainda estava nas celas, os promotores encontraram um verdadeiro banquete de luxo para os presos, como lagostas e camarões, queijos importados, sucos e bolinho de bacalhau — um cardápio bem diferente do usual. 

O ex-governador Anthony Garotinho, que também ficou preso na unidade, publicou um vídeo em seu blog sobre o ocorrido. "Os agentes penitenciários relatavam em detalhes que os presos pagavam por sexo na cadeia. Inclusive pagavam para que meninas tivessem relacionamentos lá dentro. Isso é uma vergonha. É preciso que a verdade apareça."

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários