Mais Lidas

PM é morto na Linha Amarela

Cabo trocou tiros com traficantes após se envolver em acidente de trânsito. Ele deixa mulher e dois filhos

Por RAFAEL NASCIMENTO

Cabo Leonardo de Paula, 35 anos
Cabo Leonardo de Paula, 35 anos -

Rio - Um policial foi morto na Linha Amarela, altura da Vila do João, no Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio, no fim da madrugada desta segunda-feira. O cabo da PM Leonardo de Paula da Silva, de 35 anos, lotado na Coordenadoria de Polícia Pacificadora, foi assassinado quando seguia para o trabalho. Este é o 23° PM morto no estado em 2018. 

Às 5h40, o policial se envolveu em um acidente com um táxi na pista sentido Fundão da Linha Amarela. Criminosos que estavam em uma boca de fumo na Vila do João foram até o local do acidente e viram o cabo De Paula, que estava armado. Houve confronto e o PM acabou baleado e morreu na hora. Uma pessoa que estava no táxi acabou ferida na colisão e foi levada por equipes da concessionária da Linha Amarela para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca.

A Delegacia de Homicídios (DH-Capital) investiga o caso. O motorista do táxi será ouvido por agentes da DH.

Policiais do Batalhão de Policiamento em Vias Expressas (BPVE) foram acionadas para o local, mas tiveram dificuldades para chegar por conta do trânsito na região. Agentes da DH, que chegaram primeiro ao local do crime foram recebidos a tiros por traficantes. 

A pista da Linha Amarela ficou fechada e foi completamente liberada às 8h22. A reversível não funcionou nesta manhã. "A concessionária reitera que sempre coopera com os órgãos públicos de segurança e de trânsito do Rio de Janeiro, com a cessão de imagens eventualmente capturadas pelas câmeras de monitoramento de tráfego.

O cabo De Paula tinha 35 anos e estava na corporação há oito anos. O PM era casado e deixa um casal de filhos, de 7 e 4 anos

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários