Deputado Paulo Ramos procura a polícia após dizer ter sido ameaçado por vereador

Parlamentar acusa Antonio Jose Papera de Azevedo, o Zico (PTB), de ameaça após eleições e invasão ao Campo Grande Atlético Clube, na Zona Oeste

Por RAFAEL NASCIMENTO

Paulo Ramos fez boletim de ocorrência contra o vereador Antonio José Papera, o Zico, do PTB. Ele afirma ter sido ameaçado
Paulo Ramos fez boletim de ocorrência contra o vereador Antonio José Papera, o Zico, do PTB. Ele afirma ter sido ameaçado -

Rio - O deputado estadual Paulo Ramos (PDT) registrou um boletim de ocorrência por ameaça contra o vereador Antonio Jose Papera de Azevedo, o Zico (PTB), na Delegacia de Homicídios (DH) Capital, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio . Segundo o parlamentar, o episódio aconteceu no último sábado no Campo Grande Atlético Clube, também na Zona Oeste, após uma disputa pela diretoria do espaço.

Segundo Paulo Ramos, um grupo invadiu o clube na madrugada de sábado para domingo após perder as eleições para a diretoria. O deputado disse que vinha revitalizando o local e isso causou insatisfação aos opositores.

"Ele disse cara a cara, no sábado de manhã, que a questão do clube era entre mim e ele e que era para eu tomar cuidado. Como nem eu e nem ele somos sócios do clube por que eu deveria tomar cuidado? Como surgem boatos que ele se faz acompanhar de figuras estranhas e como ousaram e invadiram o clube com um grupo grande de pessoas, então, por cautela, eu achei por bem fazer esse registro", disse Paulo Ramos. 

De acordo com o deputado, o vereador teria interesse de assumir a presidência do clube e o veria "coo obstáculo". "Eu não estou na lista para concorrer. Eu, no meu mandato, atuo em favor dos clubes sócio-recreativos. O Campo Grande Esporte Clube tem um estádio de futebol e já disputou a elite do Campeonato Carioca e hoje está completamente sucateado. O grupo que o dirige está lá há mais de 10 anos e venho tentando ajudar. Então, fui me aproximado do clube.", falou.

O vereador Zico confirmou que encontrou Paulo Ramos no sábado, mas nega a ameaça. Segundo Zico, o deputado que teria invadido o local com seu grupo. "Eu? Ameaçar alguém? Só se eu cair por cima dele. Eu sou um frouxo", disse o parlamentar, que falou que apenas "colocou ele para fora" do espaço. 

"Procura saber quem é meu pai, minha mãe, meus amigos. Sabendo qual é a minha história, vai saber quem sou eu. E veja qual é a história desse nobre deputado. Ele falou para algumas pessoas, talvez pode ter me confundido com outra pessoa chamada Zico. Pode investigar a minha vida toda. Ele quer polemizar, eu não gosto disso, não devo nada a ninguém", concluiu.

Últimas de Rio de Janeiro