Preso suspeito de matar mulher e PM na Tijuca

Brendon Rodrigues dos Santos, também conhecido como o Rato, é apontado pela polícia como um dos maiores assaltantes do Rio

Por O Dia

Brendon foi preso no Jacaré
Brendon foi preso no Jacaré -

Rio - Apontado como matador de PMs e um dos mais perigosos ladrões em ação no Rio, Brendon Rodrigues dos Santos, o Rato, 19 anos, foi preso, nesta quarta-feira, em ação conjunta de policiais da 25ª DP (Engenho Novo) e da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Jacaré, na Zona Norte.

Contra Rato havia 10 mandados de prisão pendentes, por crimes de latrocínio, saidinhas de banco, roubos a joalherias e outros. Ele ainda é citado em pelo menos mais 40 inquéritos.

Entre os crimes atribuídos ao bandido estão a morte da idosa Valdisa Mota de Souza, de 60 anos, durante assalto à filial da papelaria Kalunga, no dia 18 de abril, na Tijuca. Segundo a polícia, ele também estaria envolvido em outros dois assaltos que resultaram em mortes, entre eles o ataque a uma joalheria, no Tijuca Off Shopping, em janeiro de 2017, quando o policial militar Jefferson Cruz Pedra foi morto. Poucos dias depois, o bandido teria matado outro policial militar, desta vez no shopping Jardim Guadalupe, em mais um ataque a joalheria.

Segundo o delegado Fábio Asty, responsável pela ação que resultou na prisão, o criminoso "é uma pessoa extremamente sanguinária e violenta, que não hesitava em atirar para matar quem pudesse causar algum tipo de resistência ao interesse dele de roubar."

Segundo a polícia, o bandido vinha sendo monitorado pelo setor de Inteligência da delegacia e, nesta quarta-feira, foi localizado na favela do Jacaré.

 

Últimas de Rio de Janeiro