TRE vai avaliar retirada de 24 candidaturas pela Ficha Limpa

Entre as contestações, feitas pela Procuradoria Eleitoral, está a de Anthony Garotinho

Por GUSTAVO RIBEIRO

Haddad faz campanha pela Presidência pelo Partido dos Trabalhadores -

A Procuradoria Regional Eleitoral no Rio (PRE/RJ) pediu ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para não aceitar 24 candidaturas no estado. Segundo o órgão, os candidatos não cumprem os requisitos da Lei da Ficha Limpa. Foram contestados um candidato a governador, um a senador, quatro a deputado federal e 18 a deputado estadual. O TRE tem até 17 de setembro para decidir.

A reprovação de contas relativas ao exercício de cargos públicos e o abuso de poder político e econômico são as causas mais recorrentes, respectivamente dez e seis casos.

Segundo a PRE, o candidato a governador Anthony Garotinho (PRP) está inelegível após ter sido condenado por improbidade administrativa com lesão ao patrimônio público e enriquecimento ilícito de terceiro. O TJ julgou, em julho, desvios de R$ 234,4 milhões da saúde no Estado quando Garotinho era secretário de Governo. A defesa disse que a decisão do TJ é "absurda".

Candidato à reeleição, o senador Lindbergh Farias (PT) teve suas contas reprovadas pelo TRE quando era prefeito de Nova Iguaçu, informou a PRE. Os motivos foram dispensa de licitação de R$ 1,9 milhão e superfaturamento de R$ 198 mil para aluguel de vans. Lindbergh afirmou que nunca teve as contas rejeitadas quando foi prefeito.

Estão na lista ex-prefeitos como Alair Corrêa (PRP), de Cabo Frio, Gelsinho Guerreiro (MDB), de Mesquita, e Zito (PP), de Caxias, que concorrem a deputado estadual; e Sandro Matos (PSD), de São João de Meriti, que busca vaga na Câmara Federal.

Os demais postulantes a deputado federal contestados são: Moises D'Luta (PPL), Paulo Corrêa (MDB) e Robson Paes (PR). Na corrida à Alerj, também foram alvos da Procuradoria: Armando Carneiro (PV), Bispo Gleibe de Andrade (PRTB), Doutor Fernando Gonçalves (PSL), Dr. Deodalto (DEM), Felipe Peixoto (PSD), Gedeon Antunes (Pode), Irmão Bira (PMB), Kellinho (PROS), Marcão (MDB), Miguel Novaes (SDD), Napoleão O Imperador (PHS), Sagário Nego Velho (Avante), Thiago Virgílio (PTC), Waldeck Carneiro (PT) e Wilson Três Fontes (PROS).

Galeria de Fotos

Haddad faz campanha pela Presidência pelo Partido dos Trabalhadores Reprodução Facebook
Fernando Haddad e Manuela D'ávila têm nomes publicados pelo TSE NELSON ALMEIDA / AFP

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro