Rio ganha mais uma feira orgânica

Feira vai funcionar na última terça do mês, na sede da prefeitura na Cidade Nova

Por O Dia

Produtores do Circuito Carioca de Feiras Orgânicas
Produtores do Circuito Carioca de Feiras Orgânicas -

Rio - A Prefeitura do Rio de Janeiro inaugura nesta terça-feira, no Centro Administrativo São Sebastião (CASS), na Cidade Nova, mais uma feira orgânica do Circuito Carioca. Será a 22ª no município, e vai acontecer toda última terça do mês, das 9h às 15h. 

O Circuito Carioca de Feiras Orgânicas, promovido pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento, Emprego e Inovação (SMDEI), é tudo que o carioca precisava e queria mais perto de casa e do trabalho. As 21 já existentes acontecem semanalmente em Ipanema, Laranjeiras, Flamengo, Barra da Tijuca, Leblon, Tijuca, Glória, Recreio dos Bandeirantes, Copacabana, Jardim Botânico, Botafogo, Freguesia, Olaria, Ilha do Governador, Leme, Gávea, Urca e Grajaú.

"Essas feiras orgânicas, que a Prefeitura promove por toda a cidade, são uma grande oportunidade para que a população tenha acesso a toda variedade de alimentos saudáveis. E o que também é muito importante: elas incentivam o trabalho de famílias dedicadas a uma agricultura limpa e que não agride o meio ambiente. E agora temos essa notícia auspiciosa de que, uma vez por mês, os servidores municipais terão acesso a esses produtos em seu local de trabalho. E não só eles: são 7.500 pessoas que passam pela sede da Prefeitura diariamente", comemorou o prefeito Marcelo Crivella.

São alimentos produzidos sem agrotóxicos ou adubos químicos, de acordo com normas de preservação ambiental, vendidos pelo próprio produtor, sem intermediação. Isso permite preços justos para produtores e consumidores. É uma diversidade de frutas, verduras e legumes. Há também pães, biscoitos, sucos, bolos, palmito, cogumelos, brotos, ovos caipira, queijos, geleias e mel, cultivados por produtores de vários municípios fluminenses.

As feiras do Circuito aproximam as culturas urbana e rural, não ocupam grandes espaços, não produzem cheiro desagradável e servem ainda para difundir costumes, sabores e saberes de práticas saudáveis de alimentação.

O Circuito é uma parceria com agricultores familiares certificados dentro das normas do alimento orgânico e associados à Abio (Associação de Agricultores Biológicos do Estado do Rio), à Ong Essência Vital, à Rede Carioca de Agricultura Urbana e à Associação Universitária Latino Americana.

Últimas de Rio de Janeiro