Ex-PM é morto e policial de UPP preso em ação da Delegacia Antissequestro na ZN

Agentes e outros dois criminosos tentavam extorquir a mulher de um traficante fazendo ameaças de sequestro, em São Cristóvão

Por O Dia

O ex-policial morto foi expulso da PM em maio de 2017
O ex-policial morto foi expulso da PM em maio de 2017 -

Rio - Um ex-policial militar foi morto, por volta das 18h30 desta quarta-feira, em uma ação da Delegacia Antissequestro (DAS) em São Cristóvão, na Zona Norte. De acordo com a Polícia Civil, o ex-soldado Igor Carvalho de Souza participava de uma tentativa de extorsão com ameaças de sequestro juntamente com três outros criminosos. Eles estavam em um táxi Chevrolet Meriva, na Rua General Bruce, perto do Campo de São Cristóvão, aguardando dinheiro da vítima, a mulher de um traficante, quando perceberam a aproximação dos policiais, que foram avisados do crime.

O quarteto, então, tentou fugir e houve perseguição com troca de tiros. Foi quando o ex-PM Souza, expulso da corporação em maio de 2017, foi baleado e morreu.

Atual soldado da Polícia Militar, André Félix Marques, lotado na UPP Barreira/Tuiuti, localizada no mesmo bairro, também teria participado do crime, conseguiu fugir do local, mas foi preso horas depois. De acordo com a PM, ele foi autuado por tentativa de homicídio e extorsão mediante sequestro. "O policial foi levado para a Unidade Prisional (UP/PMERJ), em Niterói, onde permanece preso", a corporação disse, em nota.

Bruno da Silva Oliveira Ferreira também foi baleado na ação e foi preso. Um quarto participante do crime conseguiu fugir.

No confronto, um policial civil de 46 anos também foi atingido, na coxa e nas nádegas. Ele foi encaminhado ao Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro, onde recebeu atendimento médico e foi liberado. 

A vítima que procurou a polícia para avisar do crime ficou ilesa.

Últimas de Rio de Janeiro