Veículo desgovernado destruiu outra família há 35 anos na Estrada do Catonho

Mãe estava com com os quatro filhos quando motorista de Kombi atropelou e matou todos. Hoje, irmão e tio das vítimas emocionou-se: 'A história se repete'

Por RAFAEL NASCIMENTO

Um tênis de um dos meninos atropelados com a avó ainda está no trecho onde aconteceu o acidente
Um tênis de um dos meninos atropelados com a avó ainda está no trecho onde aconteceu o acidente -

Rio - Há 35 anos, uma família foi dizimada após a mãe com os quatro filhos serem atropelados por uma Kombi desgovernada na Estrada do Catonho, onde nesta quinta-feira avó e dois netos também morreram em outro acidente, repetindo a tragédia na via em que há décadas moradores pedem melhorias por conta do perigo do trânsito.

Rosângela de Moura Ribeiro tinha 26 anos quando morreu, em 1983. O irmão Daniel Fernandes, de 51 anos, conta que ela trabalhava na Barra da Tijuca e estava a caminho da casa da mãe em Sulacap para deixar os meninos Thiago, Bruno, Reginaldo e Igor. Ela iria a Madureira para comprar material para as crianças, mas um outro motorista acabou com a vida dos cinco.

Família morta há 35 anos por um carro desgovernado na Estrada do Catonho - Arquivo pessoal

"Em 1983, eu perdi a minha irmã e meus sobrinhos. Agora a história se repete. Foi um filme que veio na minha cabeça. Eu ainda encontrei a dona Miriam e os meninos, brinquei com eles. Mais uma família destruída pelo descaso das autoridades. Aqui toda vez tem acidente. Até quando?", disse Daniel. Ele conta que já na época do acidente com a irmã e os sobrinhos cobrou as autoridades para serem colocados quebra-molas ou uma passarela na via, mas nada foi feito.

 

Galeria de Fotos

Um tênis de um dos meninos atropelados com a avó ainda está no trecho onde aconteceu o acidente Agência O Dia
Família morta há 35 anos por um carro desgovernado na Estrada do Catonho Arquivo pessoal

Últimas de Rio de Janeiro