Fiéis lotam igreja de São Judas Tadeu  - Brunna Condini
Fiéis lotam igreja de São Judas Tadeu Brunna Condini
Por BRUNNA CONDINI

Rio - Mesmo com as eleições neste domingo, fiéis, católicos e devotos acordaram cedo e se reuniram na Igreja de São Judas Tadeu, no Cosme Velho, Zona Sul do Rio, para homenagear e agradecer São Judas Tadeu, mediador das causas impossíveis.

O casal Carlos Moura, 74 anos, e Sandra Moura, 70 anos, que veio ao Rio só para votar e agradecer ao apóstolo, pediu ajuda para o estado e para o país. "Somos devotos. Viemos pedir pelo país e por nós. Ainda vamos votar. Estamos voltando para o Rio e desejamos que as cosias melhorem por aqui", disse Sandra.

Carlos Moura,74, e Sandra Moura, 70 - Brunna Condini

A professora aposentada Norma Barros, de 76 anos, agradece há 50 anos por um milagre. "Quando minha filha tinha 6 anos, descobriu uma síndrome que fez ela parar de andar e ela voltou a caminhar no dia dele. Desde então, só agradeço", lembra a aposentada. Ela conta, ainda, que já votou: "Votei no Bolsonaro. Mas não vim pedir por ele aqui, não. Isso não se pede pra Deus".

A devoção ao santo também passa ao longo das gerações. Para Luciana Bezerra e Maria Augusta, o afeto passou de mãe para filha. "Somos devotas. A gente veio agradecer e pedir pelo Brasil, por nós. Nosso país não merece ter um governo que incita o ódio. Nossa democracia é jovem e não acho que bolsonaro fale da boca pra fora o que diz que vai fazer ", opina Luciana. E acrescenta: "Eu voto 13. Minha mãe está indecisa, mas até o final da missa aqui acho que a convenço. Ela me criou batalhando muito, como empregada doméstica, merece votar pela democracia e nenhum direito a menos. E eu, quero continuar tendo o direito de fazer oposição, reclamar do que não estiver bom".

 

Você pode gostar