Mais de 3 mil militares fazem operação em 18 comunidades de Belford Roxo

São 3 mil agentes das Forças Armadas, 130 policiais civis e 250 policiais militares, com apoio de blindados e aeronaves

Por O Dia

Rio - As Forças de Segurança realizam, desde a madrugada desta quarta-feira, uma operação em 18 comunidades de Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Os militares estão na Palmeira, Castelar, Vilar Novo, Santa Amélia, Morro da Fonte, São Leopoldo, Gogó da Ema, Bom Pastor, Parque São Vicente, Parque Floresta, Morro da Galinha, Morro da Caixa D'Água, Morro do Machado, Guaxa, Parque Roseiral, Vale do Ipê, Parque São José e Santa Teresa. São 3 mil agentes das Forças Armadas, 130 policiais civis e 250 policiais militares, com apoio de blindados e aeronaves.

De acordo com o Comando Conjunto da Intervenção Federal na Segurança Pública do Rio, os militares estão fazendo cerco, estabilização dinâmica das áreas e remoção de barricadas. Também são realizadas revistas de pessoas e de veículos, além da checagem de antecedentes criminais. Além disso, os agentes verificam denúncias de atividades criminosas e mandados judiciais poderão ser cumpridos.

Ainda de acordo com o Comando, o balanço parcial da ação conta um morto (PM que furou bloqueio das FA), um ferido e 12 presos. Também foi apreendido duas pistolas 40 com três carregadores, dois radiocomunicadores e uma grande quantidade de drogas, além de seis veículos recuperados e 16 barricadas removidas. 

Algumas vias e acessos na região poderão ser interditados e setores do espaço aéreo ser controlados, oportunamente, com restrições dinâmicas para aeronaves civis. Não há interferência nas operações dos aeroportos do estado.

Ainda segundo o Comando Conjunto, a operação acontece em uma área que impacta cerca de 117 mil habitantes direta e cerca de 495 mil indiretamente.

Últimas de Rio de Janeiro