Decreto que aumentou a gratificação viabiliza intenção do governo de expandir o Segurança Presente - Divulgação
Decreto que aumentou a gratificação viabiliza intenção do governo de expandir o Segurança PresenteDivulgação
Por O Dia
Publicado 20/12/2018 16:55 | Atualizado 20/12/2018 17:06

Rio - A Operação Leblon Presente prendeu quatro suspeitos nas primeiras horas de funcionamento, na manhã desta quinta-feira. Os agentes começaram a atuar no bairro da Zona Sul do Rio às 8h. Antes mesmo das 10h, quatro foragidos da Justiça, dentre eles um deles com dois mandados de prisão em aberto, já haviam sido presos.

De acordo com a Secretaria estadual de Governo, que coordena o programa, um dos foragidos, Gilson Costa Silva, tentou fugir ao perceber a aproximação dos policiais, na Praça Antero de Quintal. Durante consulta ao sistema de segurança do estado foi verificado que ele estava foragido do sistema prisional.

Todos os criminosos presos foram levados para a delegacia do bairro, 14ª DP (Leblon).

A operação

Operação conta com quase 50 agentes - Divulgação / Leblon Presente

A base da Operação Leblon Presente ficará na Praça Antero de Quental e contará diariamente, das 8h às 20h, com 48 agentes, incluindo policiais militares da ativa, da reserva e agentes das Forças Armadas, além de uma assistente social.

O patrulhamento será realizado a pé, em 12 bicicletas, seis motos e duas viaturas, do canal do Jardim de Alah até a Rua Visconde de Albuquerque, passando pelas ruas Dias Ferreira, Ataulfo de Paiva, Bartolomeu Mitre, Venâncio Flores, entre outras.

"O Leblon Presente já era um pedido antigo de moradores e comerciantes do bairro. Desenvolvemos o projeto com o apoio da Associação Comercial do Leblon, que contribuiu na confecção de coletes, bonés e adesivos das viaturas. A expectativa é que a nova operação seja tão exitosa quanto as dos outros bairros", destacou o coordenador do programa, o major Márcio Rocha.

Cinco bairros

A Operação Segurança Presente já atua na Lapa, Aterro do Flamengo, Lagoa Rodrigo de Freitas, Méier e no Centro. No total, mais de 12,9 mil pessoas já foram presas em flagrante e 2.280 foragidos da Justiça foram capturados. Além disso, as equipes de assistentes sociais realizaram 70.328 ações de acolhimento a moradores de rua.

Você pode gostar