Crivella nega reajuste do preço da passagem de ônibus

Consórcios encarregados do Serviço Público de Transporte na cidade não cumpriram a meta de climatização de 60% da frota, além de outras partes do acordo

Por O Dia

Meta de climatização de 60% da frota não foi cumprida por consórcios
Meta de climatização de 60% da frota não foi cumprida por consórcios -

Rio - A Prefeitura do Rio de Janeiro comunicou, neste sábado, que não vai autorizar o reajuste do preço da passagem de ônibus na cidade.

Por meio de uma nota, a Prefeitura informou que os consórcios encarregados do Serviço Público de Transporte na cidade não cumpriram a meta de climatização de 60% da frota e não apresentaram integralmente os documentos comprobatórios de regularidade fiscal das empresas, assim como os balancetes trimestrais de suas operações contábeis e financeiras no ano. 

Também foram pontuados a ausência de comunicação quanto ao cumprimento da obrigação de destinação de recurso no montante de R$ 7 milhões ao Município, para aquisição de matéria-prima asfáltica, a ser empregada no recapeamento das vias da Cidade; e a inadimplência da obrigação de entrega de estudo técnico visando a introdução de biodiesel no abastecimento da frota de ônibus.

A Prefeitura informou ainda que as empresas que não apresentaram comprovação de regularidade fiscal serão notificadas para, no prazo de trinta dias, regularizarem a sua situação, sob pena de exclusão do regime de concessão.

Últimas de Rio de Janeiro