Polícia leva mais de 20 taxistas para delegacia por 'golpe do taxímetro' no Galeão

Motoristas vão responder por crime contra relação de consumo

Por O Dia

Motoristas de táxi utilizavam um dispositivo para fraudar os valores das corridas através do taxímetro
Motoristas de táxi utilizavam um dispositivo para fraudar os valores das corridas através do taxímetro -

Rio - Mais de 20 taxistas que atuam no Aeroporto Internacional Tom Jobim, o Galeão, foram encaminhados para a delegacia, nesta sexta-feira. De acordo com a Polícia Civil, eles utilizavam um dispositivo para fraudar os valores das corridas através do taxímetro.

Foram denunciados e identificados 16 veículos com o aparelho, e sete carros foram apreendidos. No entanto, segundo a polícia, somente uma pessoa ficou presa. Os motoristas vão responder por crime contra relação de consumo. A operação foi nomeada de Bandeira Multiplicada. 

Ainda segundo os agentes, as investigações começaram em agosto de 2018, após denúncias de passageiros e da prisão em flagrante de um motorista. O grupo de taxistas monitorava as ações da Secretaria Municipal de Transportes (SMTR) e da Secretaria de Estado da Polícia Civil (Sepol), por meio de mensagens de telefone, formando uma associação para cometer os crimes. 

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários